Quem assistiu ao Oscar pela TV não imagina que o famoso tapete vermelho desta edição já foi usado no ano passado e nem desconfia de que ele será pisado novamente em 2014. A maior cerimônia do cinema é uma das festas mais sustentáveis de Hollywood, a preocupação vai desde a energia utilizada até o cardápio servido para os convidados.

A reciclagem é uma das principais estratégias adotadas pelos organizadores da festa. Talvez você nem acredite, mas o tapete em que desfilam os nomes mais influentes do cinema é totalmente reaproveitado. Produzido com material reciclado do ano anterior, o red carpet passa por um novo processo de manufatura para ser reutilizado na edição do ano que vem.  E não para por aí: a produção do evento se comprometeu a reciclar 70% do lixo produzido nesta edição do Oscar.

Os convidados da festa puderam desfrutar de um exclusivo cardápio ecologicamente correto: todos os alimentos consumidos foram fornecidos apenas por produtores locais, o que reduz a emissão de gases que seriam emitidos durante o transporte dos ingredientes. Também só foram incluídos no menu os peixes e os frutos do mar com certificação de pesca sustentável.

Por trás das câmeras, boa parte da eletricidade usada para os preparativos da festa foi derivada de fontes renováveis. Os organizadores do Oscar utilizaram energia eólica, células de combustão a hidrogênio e até biocombustíveis para montar os cenários da premiação. Nos bastidores, as garrafinhas de água descartáveis foram banidas, e cada funcionário recebeu uma garrafa reutilizável.

As atitudes para reduzir a pegada ecológica do evento são coordenadas por Allen Heshkowitz, cientista da Natural Resources Defense Council (NRDC), uma das maiores ONGs de proteção ao meio ambiente nos EUA. O pesquisador foi contratado em 2007 para organizar as estratégias de sustentabilidade na premiação. Com informações do Earth Techling.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.