A loja Etiqueta Verde é um exemplo de como as empresas de Recife já apostam na sustentabilidade e no consumo consciente da moda. A loja aposta nas peças de roupa de conceito ecológico. Dentre os produtos, estão disponíveis acessórios e alguns artigos de decoração, fabricados com os mais diversos materiais, como luminárias feitas de couro de tilápia ou pulseiras e colares feitos de garrafas pet.

Luciene Caribé, proprietária da empresa, conta que sua ideia inicial era abrir uma loja com diferencial atrativo. Ao longo de um ano, ela visitou lojas em São Paulo e pesquisou sobre o comércio de moda sustentável, até inaugurar a Etiqueta Verde, em junho de 2012. “Ainda existe certo preconceito com relação a roupas de origem sustentável, as pessoas acham que são todas com cara de hippie”, brinca Luciene.

Os fornecedores do empreendimento são de Minas Gerais e São Paulo, o que evidencia os primeiros passos da moda ecológica no Brasil. Entretanto, segundo a empresária, já é crescente a procura por produtos mais conscientes. “Muitas pessoas entram na loja por curiosidade, por causa do nome, já imaginado que o nosso produto é de origem sustentável. Outros nos procuram porque simplesmente acharam as roupas bonitas”, conta.

A empreendedora pretende diversificar a clientela, ampliando os serviços da loja. Além de disponibilizar roupas e acessórios, Luciene irá aproveitar o espaço da loja e vender artigos de decoração. “Estou empenhada em tornar a minha loja uma referência em ecomoda. Pretendo engajá-la não só no mercado competitivo, mas também colocá-la em projetos que ajudem a sociedade”, afirma a empresária.

Por Filipe Baptista – Agência Sebrae

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.