A Finnet, empresa brasileira de TI, realiza mais um plantio para a neutralização do gás carbono. A ação aconteceu em São Bernardo do Campo no último sábado (27), com o cultivo de 50 mudas de espécies variadas, que medem de 1m a 1,5 metros.

O plantio faz parte do projeto Sou Eco, do qual a empresa contribui e que visa incentivar ações de sustentabilidade, voluntariado, consumo consciente e assistência a entidades carentes.

A empresa já foi responsável por neutralizar mais de mil mudas na Floresta Amazônica, além de 1.300 mudas no município de Iperó. Participa também do projeto mundial CDP (Carbon Disclosure Project) e possui o selo Carbon Free.

Em 2012, a companhia neutralizou as 68 toneladas emitidas de CO?, que foram compensados com a compra de 68 créditos de carbono, provenientes de incentivo ao uso de biomassa (casca de coco e bambu), em substituição da madeira da caatinga. A compra de créditos de carbono é um excelente mecanismo de apoio ao desenvolvimento de tecnologias limpas, sem este incentivo financeiro, projetos socioambientais não seriam viáveis.

“Quem aplica a sustentabilidade na empresa como parte de sua estratégia atrai fornecedores que possuem os mesmos valores e isso torna o ambiente mais saudável. No mundo dos negócios também buscamos nos relacionar com fornecedores e clientes que possuam estes mesmos princípios”, comenta o diretor de RH e Marketing da Finnet, Yoshimiti Matsusaki.

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.