contêiner piscinas
- Publicidade -

Quando a vida útil de um contêiner de transporte chega ao fim seu potencial pode ser aproveitado na construção civil. Há bares, hostels e até residências feitas com contêineres. Uma empresa canadense tem apostado em um uso incomum: a transformação de contêineres em piscinas domésticas. Os modelos são vendidos no Canadá e Estados Unidos. 

Paul Rathnam, fundador da companhia, por muitos anos trabalhou no ramo de construção e reforma. Converter contêineres em espaços utilizáveis, como unidades de escritório, já não era novidade para ele. Mas, certa vez teve a ideia de criar o próprio negócio para fazer piscinas. 

Rathnam decidiu focar sua compra em contêineres que fazem uma única viagem pelo Pacífico, transportando mercadorias como celulares, computadores e roupas da China para a América do Norte. “Transformá-los em algo que você pode usar por 30 anos em sua propriedade [é] provavelmente a melhor forma de reciclagem que podemos fazer”, disse o empresário em entrevista à Fast Company.

- Publicidade -

Batizada de Modpools, a empresa cria piscinas “portáteis” fáceis de construir e instalar. Em apenas um dia, a unidade pode ser instalada no solo, acima do solo ou parcialmente acima do solo. Tamanho e forma podem ser personalizados para o espaço disponível e cada modelo também pode ganhar recursos extras para clientes mais exigentes. Entre as opções variadas está a piscina infinita e combinação de piscina com banheira de hidromassagem.

O negócio fez sucesso na pandemia, sobretudo, porque as pessoas estão passando mais tempo em casa. Com a restrição de viagens e socializações em geral – quem tem condições financeiras – aposta em melhorar seu próprio lar.

Leia também:

Pesquisa comprova eficácia de contêineres em construção

- Publicidade -