Na ânsia por ser sustentável, a Apple produziu um relatório para divulgar seus esforços em nome do meio ambiente. Na lista de ações, a empresa afirma que todos os seus data centers são abastecidos por energias renováveis e que pretende, em breve, neutralizar todas as suas emissões de carbono.

Depois de ser classificada pelo Greenpeace como a empresa de tecnologia menos verde do mundo em 2011, a Apple tomou importantes medidas para virar o jogo. Ao adotar painéis solares, turbinas eólicas, fontes hidráulicas e até geotérmicas em seus centros de dados, a empresa evitou uma quantidade de emissões equivalente à produzida anualmente por 24 mil automóveis.

"Estamos investindo em planos para atingir emissão zero em toda Apple – usando 100% de energia renovável e geração zero de emissões em todas as nossas instalações ao redor do mundo", dizem os representantes da empresa por meio de um comunicado oficial.

E tem mais: produtos tóxicos, como chumbo e mercúrio, não são mais utilizados pela empresa de tecnologia na montagem dos aparelhos. De acordo com os representantes da Apple, os produtos são desenvolvidos por meio de novos métodos, que dispensam toxinas e incluem o uso de plástico e papel reciclado, biopolímeros e até tinta de base vegetal na montagem dos gadgets.

Além de afirmar que todos os centros de dados são abastecidos por energias renováveis, a empresa também disse que 75% de seus escritórios ao redor do mundo não usam energias provenientes de combustíveis fósseis, e que o objetivo da empresa é fazer com que todos os escritórios sejam abastecidos por energia limpa o mais breve possível. Com informações da Bloomberg.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.