O site Amizade Positiva foi desenvolvido por três amigos da PUC, do Rio de Janeiro, e tem como objetivo conectar portadores de doenças crônicas. A ideia é que, através dos filtros de busca, os usuários tenham mais facilidade em construir relacionamentos com pessoas que vivenciam situações parecidas.

As doenças crônicas são aquelas que não são resolvidas em curto prazo. Os casos mais comuns são: diabetes, doença de Alzheimer, hipertensão, asma, câncer, AIDS e doenças autoimunes.

Bruno Siqueira, Guilherme Bello e Rodnei Couto, criadores do site, tiveram a inspiração após a separação de um casal próximo a eles. O motivo do fim do relacionamento foi o fato de um parceiro ter demorado a contar que sofria de uma doença crônica.

"E se existisse um espaço onde uma pessoa, vivendo com alguma condição médica diferente, pudesse falar abertamente sobre isso, sem medo e criando relacionamentos sinceros desde o início?", questionou-se o trio. Foi a partir dessa situação que resolveram criar o Amizade Positiva. “Acreditamos que um relacionamento tem mais chances de dar certo quando você é você mesmo”.

Na plataforma, o usuário indica sua idade, gênero, orientação sexual, condição médica e mais informações que quiser. Também é possível criar álbuns de fotos no perfil. Para obter privacidade, é possível restringir informações: há a versão pública, em que o cadastrado usa um apelido e uma imagem qualquer, e há a versão privada, para a inclusão do nome verdadeiro e fotos pessoais, sabendo que só os membros selecionados terão acesso.

O site também divulga informações, dicas e notícias relacionadas à saúde.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.