ônibus tetos verdes Singapura
Foto: GWS Living Art
- Publicidade -

Aproveitar telhados para plantar é uma ótima maneira de trazer mais verde para as áreas urbanas, ajudar a reduzir ilhas de calor, diminuir o uso do ar condicionado e ainda produzir alimentos.

Já falamos de diversos projetos de tetos verdes aqui no CicloVivo, desde construções enormes, até telhados verdes em pontos de ônibus. Mas, Singapura provou que é possível ampliar as possibilidades de instalação de telhados verdes. Alguns ônibus da cidade ganharam jardins móveis na parte superior!

Foto: GWS Living Art

Pode parecer estranho colocar vegetação em cima dos ônibus, mas a iniciativa promete reproduzir nos veículos os benefícios econômicos e ambientais que os tetos verdes trazem em construções.

- Publicidade -

De acordo com pesquisas conduzidas pela Michigan State University, os tetos verdes são excelentes para resfriar edifícios, reduzindo o risco de inundações, reduzem drasticamente as emissões de poluentes e fornecem espaços para a natureza florescer.

Mais verde

Foto: GWS Living Art

Nas últimas décadas, Singapura tornou-se referência mundial por seu modelo ecológico e sustentável. Entre outras ações, investiu na construção de hortas verticais, inaugurou uma das maiores usinas flutuantes de energia solar, transformou uma antiga linha de trem em um lindo parque linear de 24km, e segue firme no seu objetivo de se tornar um espaço urbano repleto de vegetação.

Singapura já conta com diversas áreas verdes, mas desde 2019 vem inovando ainda mais neste processo. Há dois anos, o sistema de transporte público foi incluído no projeto de melhorar a qualidade do ar, por meio da implantação de “Jardins em Movimento” nos ônibus, com um modelo semelhante ao utilizado nos telhados verdes de casas e edifícios.

Foto: GWS Living Art

Jardins móveis

A GWS Living Art, empresa encarregada de colocar o projeto em prática, escolheu plantas nativas resistentes ao vento e à seca para os tetos dos ônibus públicos. Além de ajudar a melhorar a qualidade do ar, as plantas ajudam a baixar a temperatura interna dos veículos, a fim de reduzir a quantidade de combustível utilizado por causa do ar condicionado e, assim, diminuir as emissões de CO2.

Foto: GWS Living Art

Zac Toh, fundador da GWS Living Art,  conta que procurou inovar e desafiar as formas como a natureza pode ser integrada na paisagem urbana. “Esse desejo levou a uma jornada de 2 anos de design, prototipagem, testes, bem como uma estreita colaboração com as partes interessadas, para transformar nosso conceito de ônibus verde em realidade”, explica o executivo.

- Publicidade -