Em prol da amazônia, filme com Joaquin Phoenix está disponível online

Curta traz uma forte mensagem ao estágio de crise climática que o planeta enfrenta.

filme com Joaquin Phoenix

O mais novo filme com Joaquin Phoenix pode ser visto online e gratuitamente. Não, não estamos falando de Coringa, obra cinematográfica pela qual o astro levou a estatueta de melhor ator no último domingo (9), mas sim do curta-metragem “Guardiões da Vida”. Apesar de ter menor alarde na imprensa, o filme traz um importante alerta para toda a sociedade.

No enredo, Joaquin Phoenix é um médico de emergência que, junto aos colegas, tenta reviver um paciente que está morrendo. Enquanto eles vão desistindo, quem rouba a cena é uma mulher e você pode entender a razão assistindo ao vídeo abaixo (não vamos revelar para não estragar o final).

Além de ser uma metáfora aos incêndios florestais ocorridos na amazônia em 2019, o filme, em apenas dois minutos, busca trazer uma forte mensagem ao estágio da crise climática que o planeta enfrenta e quem está na linha de frente para impedir que o pior aconteça. Também é um convite à reflexão e ação.

Para Phoenix, o filme é um apelo à ação. “Fiz isso para aumentar a conscientização sobre o efeito da indústria de carnes e laticínios nas mudanças climáticas. O fato é que estamos derrubando e queimando florestas tropicais e vendo os efeitos negativos. Temos uma responsabilidade pessoal de fazer mudanças em nossas próprias vidas e agir agora”.

O filme foi produzido pela organização sem fins lucrativos Amazon Watch, que tem como foco os direitos dos povos indígenas na Bacia Amazônica, e o Extinction Rebellion, movimento cuja luta é evitar o colapso do clima. Quem assiste ao curta “Guardiões da Vida” pode apoiar o trabalho por meio de doações a partir de 25 dólares. Este é o primeiro de uma série de 12 episódios.

Além do ganhador do Oscar, estrelam o filme Q’orianka Kilcher (a Pocahontas no filme The New World,) Rosario Dawson (a Claire Temple da série O Justiceiro), Matthew Modine (o soldado Joker no filme Nascido para Matar) e o guitarrista Albert Hammond Jr da banda The Strokes.

Fala, Joaquin Phoenix

Joaquin Phoenix tem usado sua exposição midiática para ressaltar seu posicionamento político, especialmente, pelas causas ambientais. Ao receber o Globo de Ouro, ele fez menção aos incêndios na Austrália e agradeceu ao cardápio vegano servido nas refeições da premiação – a revista Variety afirma que ele foi o responsável pela implementação. Já no Bafta ele condenou o racismo da indústria cinematográfica, uma vez que todos os atores indicados eram brancos.

Por fim, no Oscar citou gêneros, racismo, direitos LGBTQ+, indígenas e direitos dos animais. Uma de suas frases que reverberaram foi: “nos desconectamos demais do mundo natural”. Seu discurso terminou ainda com uma mensagem de esperança. “Acredito que estamos no nosso ápice quando apoiamos uns aos outros. Não quando nos cancelamos por erros passados, mas sim quando nos ajudamos a crescer. Educamos uns aos outros, e nos guiamos no caminho pela redenção”, afirmou o astro de Hollywood.