doação orgânicos
Foto: Reprodução | Raízs
- Publicidade -

O acesso a alimentos saudáveis, produzidos sem o uso de venenos, não pode ser uma realidade apenas para quem pode pagar a mais por orgânicos.  Pensando em mudar esta realidade, a foodtech Raízs estabeleceu uma rede que conecta pequenos produtores diretamente aos consumidores, o que garante produtos com o valor até 25% mais barato do praticado em algumas redes de supermercado.

As compras são feitas de forma online. No site, é possível fazer assinaturas de cestas semanais ou mensais com seleção personalizada de produtos e compras avulsas de frutas, legumes, temperos, verduras e produtos de mercearia, como pães, cafés, iogurtes e ovos, entre outros.

Em um momento em que a preocupação com a saúde, e com a alimentação saudável, aumentou entre uma parte da população, a fome ameaça uma outra parcela, que infelizmente cresce a cada dia.

- Publicidade -

Solidariedade

Para ajudar a combater a fome, a Raízs vai participar da doação de 24 mil cestas de alimentos orgânicos até outubro e de uma campanha perene de doações semanais de insumos para marmitas que são entregues a pessoas em situação de vulnerabilidade.

doação orgânicos
Foto: Preventive Food Pantry

“Nosso intuito é de criar uma rede do bem colaborativa para que esse momento que vivemos seja menos dolorido para as famílias vulneráveis. Nós temos capacidade para isso, já que temos como parceiros produtores de orgânicos de quase todo o país, e estamos dispostos a fazer esse ciclo do bem.”

Tomás Abrahão, CEO e fundador da Raízs

A doação de quase 24 mil cestas de orgânicos, 23,4 mil no total, vai acontecer em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Serão entregues 138 toneladas de alimentos orgânicos para população que, de alguma forma, perdeu a renda durante a pandemia. O perfil dos cadastrados são paulistanos idosos, pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Já a doação contínua de alimentos para a produção de marmitas é uma parceria com o programa Fome de Ação, que tem o objetivo de doar semanalmente cerca de 150kg de alimentos orgânicos para refugiados, casas de acolhimento LGBTQIAP+, quilombolas, população indígena, ribeirinha e de ocupações de São Paulo.

Rede de agricultores

Além de proporcionar uma alimentação mais saudável a toda a população, o acesso aos alimentos por esse público pode garantir o ganho na escala de produção e maior valorização dos produtores orgânicos e da agricultura familiar orgânica, de onde vem a maioria dos produtos vendidos pela plataforma.

A rede de fornecedores da foodtech envolve mais de 900 pequenos produtores vindos de todo o Brasil, principalmente de locais, como Amazonas (AM), Bahia (BA), Pernambuco (PE), Paraná (PR), Rio Grande do SuL (RS), São Paulo (SP) e Minas Gerais (MG).

A Raízs destina parte do seu faturamento para  o Fundo do Pequeno Produtor, totalmente gerido pelos agricultores e oferece aos consumidores a opção de até R$30 para o fundo.

- Publicidade -