O artista argentino Raul Lemesoff é o responsável pela criação de uma arma que pode mudar a vida de muitas pessoas. O inventor transformou um antigo carro Ford Falcon, de 1979, em um tanque de guerra. Mas, ao invés de disparar balas, o veículo dispara livros.


Foto: Reprodução/Vimeo

A iniciativa fez parte de uma ação especial idealizada pela marca 7UP para o Dia Mundial do Livro, comemorado em cinco de março. O projeto em que Lemesoff trabalhou nos últimos anos dá um novo significado a um dos principais símbolos de guerra.

“Minha arma é muito perigosa (…). O livro abre a cabeça”, explica o artista no vídeo da campanha. Ele ainda completa dizendo que seus principais alvos são jovens e crianças. Por onde passa o argentino chama a atenção, seja por seu objetivo inusitado ou por seu bom humor. “Eu não faço isso por dinheiro. Eu não faço isso por fama. Eu só faço porque eu me divirto”, garante Lemesoff.


Foto: Reprodução/Vimeo

O veículo funciona como uma verdadeira biblioteca itinerante. O formato é de tanque de guerra e ele tem até um canhão, mas toda a lateral é repleta de prateleiras, em que são dispostos até 900 livros, com os mais diversos temas e estilos.

Com a munição pronta, o artista sai pelas ruas de Buenos Aires, na Argentina, disparando livros por todos os lados e para todas as pessoas que cruzam o seu caminho. Não é necessário pagar nada pelos exemplares, apenas se comprometer com a leitura.


Foto: Reprodução/Vimeo

Veja abaixo o vídeo da ação:

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.