Milhões de vozes pelo planeta vão se unir no dia 28 de março das 20h30 às 21h30 contra as ameaças ao meio ambiente e seus impactos em nossas vidas. Trata-se da Hora do Planeta 2020, o mais tradicional movimento global pelo clima. Conhecida pela ação de apagar as luzes de monumentos, fachadas, prédios públicos e outros pontos de interesse por sessenta minutos, a Hora do Planeta existe desde 2007 e traz como mensagem a urgência na proteção da natureza. Neste ano, como novidade, os participantes podem registrar seu apoio na plataforma online Voz pelo Planeta. As assinaturas serão apresentadas aos líderes mundiais em fóruns globais como a Assembleia Geral das Nações Unidas, a fim de garantir acordos que promovam a preservação da natureza e a sobrevivência da humanidade.

Gabriela Yamaguchi, diretora de Sociedade Engajada do WWF-Brasil, destaca que “se por um lado temos visto os efeitos cada vez mais severos e intensos da crise climática, continuamos sofrendo com ataques constantes à proteção do meio ambiente e das áreas protegidas. É preciso romper este ciclo, que já mostra suas consequências desastrosas para todos. Nossa sociedade precisa estar atenta e engajada para pressionar os governos e empresas a agirem já em decisões efetivas para garantir um futuro para esta e para as próximas gerações”.

Para participar da Hora do Planeta os interessados (prefeituras, estudantes, grupos de jovens, empresas, instituições e organizações da sociedade civil) devem preencher o formulário aqui indicando quais pontos serão apagados. No site também há dicas de como colaborar efetivamente com o movimento, seja organizando seu próprio evento ou mudando hábitos para uma vida mais saudável e sustentável.

Para potencializar as ações da Hora do Planeta, os participantes podem contar com o material educativo do projeto global de Educação Ambiental que aborda a necessidade de combater a crise climática e torna acessíveis conceitos de biodiversidade – disponível gratuitamente aqui. Este projeto educacional é baseado no extenso levantamento de dados e imagens que embasou a produção da série Nosso Planeta, transmitida pela Netflix.

Em 12 anos, a campanha mobiliza milhares de pessoas, empresas, cidades e organizações, que aderem ao movimento agregando forças e esperança, elevando a consciência sobre as causas e as soluções possíveis para combater e reverter os efeitos das mudanças climáticas. Apenas em 2019, a Hora do Planeta contou com a participação de 188 países e territórios; 17.900 ícones apagados (monumentos, espaços públicos e prédios históricos). No Brasil, 1500 foram ícones apagados.

Para saber mais sobre o que a Hora do Planeta está realizando ao redor do mundo, clique aqui. Não esqueça de fazer valer a sua voz oferecendo a sua assinatura para um novo acordo global para a preservação da natureza.

Hora do Planeta 2020

É o principal movimento ambiental global do WWF. Nascida em Sydney em 2007, a Hora do Planeta cresceu e se tornou um dos maiores movimentos de base do mundo para o meio ambiente, inspirando indivíduos, comunidades, empresas e organizações em mais de 180 países e territórios a tomar ações ambientais tangíveis por mais de uma década.

Historicamente, a Hora do Planeta se concentrou na crise climática, mas, mais recentemente, a Hora do Planeta se esforçou para trazer à tona a questão premente da perda da natureza. O objetivo é criar um movimento imparável para a natureza, como aconteceu quando o mundo se uniu para enfrentar as mudanças climáticas. O movimento reconhece o papel das pessoas na criação de soluções para os desafios ambientais mais prementes do planeta e aproveita o poder coletivo de seus milhões de apoiadores para promover mudanças.