fundação florestal
Foto: HARSH TANK | Unsplash

A Fundação Florestal, responsável pela gestão de 102 Unidades de Conservação paulistas, abre licitação para contratação de serviços especializados em capacitação para monitoramento de fauna. O objetivo é fiscalizar mamíferos terrestres de médio e de grande porte. 

O projeto fará diagnóstico da presença de mamíferos, com foco nas espécies onça-pintada, onça-parda, anta e queixada. As unidades onde o projeto-piloto será implementado são Parque Estadual Serra do Mar (Núcleos Itariru e Curucutu), Estação Ecológica Jureia-Itatins e Parque Estadual Morro do Diabo. 

O método de monitoramento teve a contribuição da comunidade científica e de especialistas e visa analisar dados de ocupação e correlacionar a presença ou ausência de espécies com as características dos meio físicos, bióticos e socioeconômicos. O monitoramento será feito com armadilhas fotográficas (câmeras trap).

As Unidades de Conservação são fundamentais para a preservação da biodiversidade e dos recursos naturais e o monitoramento da fauna também objetiva verificar se essas áreas estão cumprindo seu objetivo de conservação. Ou seja, o monitoramento permite analisar o estado de conservação do ambiente e indicar as ações de manejo que devem ser adotadas para minimizar impactos e garantir a preservação de espécies nativas e ecossistemas.

Para participar do processo de seleção, as empresas e organizações interessadas devem estar registradas no Caufesp e atuar em atividade compatível com o objeto da licitação. As propostas devem ser enviadas por meio eletrônico no canal disponível no endereço www.bec.sp.gov.br. Veja como ter acesso ao texto completo do edital.

O edital de licitação foi publicado em 15 de fevereiro e o recebimento das propostas vai até a próxima quarta-feira (24).