O impacto positivo das organizações sociais foi destaque na  pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência, a pedido da Ambev, com internautas no início de dezembro. De acordo com o estudo, 77% concordam que a atuação dessas organizações é capaz de melhorar a vida de pessoas com menos oportunidades e, quando perguntados sobre a capacidade delas transformarem o mundo em um lugar melhor, 74% concordam com a afirmação. E ainda: mais da metade dos brasileiros acham que organizações sociais são confiáveis.

Dos entrevistados, 83% sabem da importância dos voluntários para o trabalho das organizações sociais. Já para 74%, ser voluntário em uma organização social é capaz de fazer de si uma pessoa melhor. Ainda assim, só 18% das pessoas afirmam contribuir com tempo de voluntariado em alguma organização social.

“As organizações sociais são grandes motores para fazer do mundo um lugar melhor. Com um maior envolvimento e apoio de todos nós, cidadãos, empresas e governo, o impacto positivo dessas organizações pode ser transformador e ultrapassar muitas barreiras”, comenta Carlos Pignatari, gerente de Impacto Social na Cervejaria Ambev.

Se o tempo não é um problema para contribuir com as organizações sociais na opinião de 72% daqueles que não são voluntários, a falta de informação parece ser algo que impede a aproximação entre essas organizações e a população: quase 70% dos brasileiros dizem não conhecer uma organização próxima a si, seja em sua cidade ou bairro, ainda que existam mais de 800 mil organizações sociais no Brasil segundo o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Mais do que trabalho voluntário e dinheiro

Mesmo que doações de tempo e dinheiro sejam opções conhecidas por 69% e 49% dos brasileiros respectivamente, ainda há outras formas de ajudar as organizações a ampliarem o seu impacto. Compartilhar conhecimento profissional e técnico para orientar o trabalho e desenvolvimento das organizações na ampliação de seu impacto social é uma delas – esta alternativa é conhecida por 52% dos entrevistados.

“A elaboração de um plano de ação consistente no caso das organizações sociais, com metas e objetivos bem definidos, é uma forma de aprimorar os resultados e garantir um impacto positivo ainda maior”, afirma Pignatari.

Programa oferece vagas para voluntários

Para ajudar organizações sociais, a Ambev tem, desde 2018, o Programa VOA, que oferece capacitação das organizações e incentiva o voluntariado entre seus funcionários e consumidores. As aulas e mentorias do programa são dadas por funcionários da Ambev que ensinam voluntariamente conceitos de gestão de orçamento, planejamento estratégico, captação de recursos, estabelecimento de metas e indicadores. 

Consumidores também podem participar, se inscrevendo nas vagas para voluntários no site do programa. São oferecidas vagas em mais de 250 organizações.

“Mais do que compartilhar conhecimento, ajudamos novos voluntários em todo o Brasil a apoiarem as organizações e defenderem as causas com que se identifiquem. Assim, todo mundo vai ser parte da mudança que quer ver”, conclui Pignatari.