obras de arte ibirapuera
Foto: Divulgação

Em sua 10ª edição, a Mostra 3M de Arte acontece em um dos espaços públicos mais importantes da cidade de São Paulo, o Parque Ibirapuera. A 10ª Mostra 3M de Arte traz 10 obras de artistas diferentes que vão ocupar o parque incentivar reflexões sobre a relação do indivíduo e coletividade na sociedade, a partir deste sábado, dia 7 de novembro.

As dez instalações serão distribuídas nas áreas verdes do parque, acontecendo totalmente ao ar livre.

“A mostra promove ressignificação do nosso envolvimento com a arte em um momento em que estar dentro de uma sala de museu se tornou complicado”, diz a curadora Camila Bechelany.

Com a temática “Lugar Comum: travessias e coletividades na cidade” o conceito desenvolvido para a Mostra explora a relação de cada indivíduo como participante ativo e receptivo no meio urbano. A proposta curatorial nos faz refletir que por meio de nossas experiências particulares e coletivas temos papel de agentes transformadores do espaço público.

Artistas

Dez artistas selecionados pela curadoria e por meio de edital estarão presentes: Maré de Matos (SP), Narciso Rosário (PI), Coletivo Foi à Feira (SP e ES) e a dupla Gabriel Scapinelli, Otávio Monteiro (SP), Camila Sposati (SP), Cinthia Marcelle (MG), Diran Castro (SP), Lenora de Barros (SP), Luiza Crosman (RJ) e Rafael RG (SP).

Após a chegada da pandemia e suas limitações, tanto as obras quanto a Mostra foram completamente repensadas. “Tivemos momentos de muitas reflexões durante o processo, tínhamos muitas dúvidas sobre como seria trabalhar em uma montagem e na abertura de uma exposição durante a crise sanitária, e foi preciso reavaliar cada uma das obras até chegar no formato ideal, que levasse em consideração a segurança dos artistas e do público, além de repensar os projetos conceitualmente para que fizessem sentido de existirem num mundo em pandemia.”, conta a curadora.

Obras

Projeção 3D do projeto Objeto Horizonte, do Coletivo Foi À Feira, selecionado via edital. Foto: Divulgação.

“Teatro Parque Arqueológico”, de Camila Sposati

Camila irá construir uma representação do antigo teatro anatômico que abrigará seus instrumentos-esculturas em cerâmica. O resultado será um ambiente extremamente inusitado. As apresentações performáticas ocorrem aos domingos, de 8 de novembro a 6 de dezembro, das 13h às 18h.

“Geografia, da série Unus Mundus (São Paulo)”, de Cinthia Marcelle

Orientada pelo tema de lugar comum, a artista produziu uma instalação com duas vias: a que fala de privilégio e a que fala de periferia.

“Objeto Horizonte”, Coletivo Foi à Feira

A obra é uma esfera, reflexiva por dentro e transparente por fora. Dedicada a ser um espaço de autorreflexão e um convite para que o visitante-participante deixe registrados seus desejos para uma cidade do futuro

“Entre o Mundo e Eu/A caminho de casa”, de Diran Castro

A artista busca resgatar a memória do parque. Para isso, irá construir uma cidade em miniatura com estrutura auto-sustentável, que terá um caminho a ser percorrido, criando um espaço de reflexão sobre o que existia naquele local antes de se tornar o Parque do Ibirapuera.

“[terra< tijolo= forno] + farinha x pão”, de Gabriel Scapinelli e Otávio Monteiro

Projeto participativo para entender os processos colaborativos envolvidos na arte de se fazer pão. A obra acontecerá também na Casa 1 – centro de acolhimento para a comunidade LGBTQIA+ de São Paulo, com a implementação de uma padaria e oficinas para aprendizagem da arte de fazer pão.

“O QUE OUVE”, de Lenora de Barros

Através de um drone que sobrevoará a área do parque atrás do Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, sem câmera, mas com um alto-falante potente, serão emitidos sons de mensagens-poemas gravadas pela própria artista acerca do tempo presente.

“O mundo versus o Planeta”, de Luiza Crossman

Com três vertentes, a artista propõe o entendimento sobre a diferenciação de “Terra” e “planeta” e sobre a relação entre a arte e ciência.

“Púlpito Público”, de Maré de Matos

Sendo um púlpito criado com três escadas e 4 megafones permitindo acessos diversos aos megafones abertos. A instalação fala sobre a convivência e um ponto em comum possível para todos, independente dos caminhos escolhidos já que todas as escadas levam ao mesmo lugar: um espaço onde todos têm voz.

“Canteiro Suspenso”, Narciso Rosário

O projeto consiste em uma instalação circular com 11 canteiros com variedades de plantas comestíveis e medicinais e no contato do público com as plantas. Em paralelo, o artista organiza oficinas e ações para discutir questões como o cultivo doméstico e as possibilidades de cura pelas plantas.

“O Brilho da Liberdade Diante dos Seus Olhos”, de Rafael RG

Inspirada na biografia da abolicionista e ativista norte-americana Harriet Tubman – mulher negra que lutou pelo fim da escravidão nos EUA e fazia sua rota de fuga baseada na observação da constelação da Estrela Norte.

“Astral”, de Rafael RG

Intervenção sonora, que conta com a participação de astrólogos que fazem leituras astrológicas enquanto o visitante pode observar a projeção original.

10ª Mostra 3M de Arte

Tema: “Lugar Comum: travessias e coletividades na cidade”
Data: 7 de novembro a 6 de dezembro
Horário do educativo da Mostra 3M de Arte: 10h às 21h
Local: Parque Ibirapuera
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n.
Valor: Grátis