De 03 de julho a 04 de agosto, a Vila Madalena, em São Paulo, será ocupada pela Mostra SP de Fotografia. Em sua nona edição, a Mostra entra em uma nova etapa ao escolher uma causa como fio condutor para as vinte e sete exposições e ciclo de conversas que vão acontecer durante um mês, em vários pontos do bairro mais artístico da cidade. Com curadoria assinada pelas fotógrafas Ivana Debértolis e Mônica Maia e pelo idealizador do projeto, Fernando Costa Netto (DOC Galeria), a Mostra SP de Fotografia terá o Plástico como tema.

Apresentadas em galerias, lojas, restaurantes, escritórios de arte e muros autorizados, as exposições, escolhidas a partir de uma convocatória e de uma extensa pesquisa dos curadores, buscam chamar a atenção do público sobre o impacto negativo que o plástico tem causado ao meio ambiente.

Trabalho artístico do fotógrafo Rodrigo Tomzhinsky para FAS (Fundação Amazônia Sustentável) | Mostra SP de Fotografia

A participação da jornalista ambiental Paulina Chamorro como curadora especial do Ciclo de Conversas, que faz parte da programação paralela da Mostra, é um dos destaques desta edição, que terá o apoio institucional da Mares Limpos / ONU Meio Ambiente, da WWF, do Ecosurf, da FAS – Fundação Amazonas Sustentável, da Liga das Mulheres pelos Oceanos e da Grin.

Trabalho do fotógrafo Apu Gomes | Mostra SP de Fotografia

“Estamos vivendo um sistema de produção e descarte insano e não sustentável. Mais de 40% de todo o plástico produzido durante 150 anos foi usado uma única vez antes do descarte. São produzidas um milhão de garrafas plásticas por minuto, por exemplo. Cerca de 80% do lixo nos rios e mares têm origem nas cidades e correspondem ao lixo que não é coletado ou que não tem o destino correto. Ou seja, este é um debate urbano. Precisamos discutir circularidade, o consumo, a responsabilidade de todos. Este ano a Mostra também traz o Compromisso Mares Limpos para estabelecimentos da Vila Madalena. Queremos incentivar uma mudança de atitude voluntária em muitos locais do bairro”, diz Paulina.

A foto que correu o mundo. Um cavalo marinho segurando uma haste plástica foi tirada em uma ilha da Indonésia pelo fotógrafo Justin Hofman, da National Geographic. | Mostra SP de Fotografia

Para Fernando Costa Netto, os números do impacto do plástico no meio ambiente são tão impressionantes que fazer um chamamento à fotografia brasileira foi uma decisão natural. “Vamos seguir usando os nossos canais para pressionar as empresas e denunciar.”

Entre os fotógrafos convidados, profissionais que usam também sua fotografia como instrumento de denúncia: Alê Ruaro, Andréa Barreiro, Apu Gomes, Barbara Veiga, Cássio Vasconcellos, Coletivo Rolê, Cris Veit, Diego Nigro, Doug Monteiro, Eduardo Leal, Família Schürman, Henrique Tarricone, Justin Hofman/National Geographic, Kátia Carvalho, Levi Bianco, Luciano Candisani, Luisa Dörr, Luiza Sampaio, Marcos Piffer, Michele Roth, Nathalie Bohm, Raphael Alves, Renato Negrão, Renato Stockler, Rodrigo Koraicho, Rodrigo Tomzhinsky/FAS e Yan Boechat.

Foto impactante de Diego Nigro/JC mostra crianças mergulhando no Canal do Arruda, em Recife (PE), para catar latinhas para reciclagem. | Mostra SP de Fotografia
Foto de Eduardo Leal em Uyuni, no Altiplano Boliviano. O fotógrafo fez uma série de chamada “Plastic Tree” (árvore plástica) para mostrar as milhares de sacolas plásticas que voam para o local e se prendem a galhos de árvores e arbustos. | Mostra SP de Fotografia
Foto de Katia Carvalho mostra um jacaré em meio ao lixo no Rio de Janeiro | Mostra SP de Fotografia

CICLO DE CONVERSAS

AGENDE-SE

PARAÍSOS PLASTIFICADOS

Fernando de Noronha vista pela lupa do lixo plástico revela que nem os paraísos estão livres.

Data: 05/07

Local: Civi.Co

Convidados: Michele Roth, Luiza Sampaio e Doug Monteiro (fotógrafos ativistas de Fernando de Noronha)

VOZ DOS OCEANOS

A nova aventura da Família Schurmann, que há mais de três décadas viaja pelos mares do mundo.

Data: 10/07

Local: Civi.Co

Convidados: Família Schurmann

RIOS – ESPELHOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

Assim como os mares, nem os rios brasileiros estão livres da contaminação plástica. Nessa mesa, vamos ouvir o ativista Eduardo Srur contando sobre outras formas de abordar o tema, o fotógrafo Carlos Alkmim e seu olhar para os rios paulistas, além das ONGs que trabalham diretamente com rios no Brasil: SOS Mata Atlântica, que há décadas tem o projeto “Rede das Águas”, e FAS (Fundação Amazonas Sustentável), que participa da campanha “Mares Limpos” com o projeto fotográfico “Rios Limpos”, da ONU Meio Ambiente.

Data:12/07

Local: Civi.Co

Convidados: Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica; Eduardo Srur; FAZ; Carlos Alkim, fotógrafo

CAMINHADA RIOS E RUAS

Um passeio ao longo do leito do Rio Verde, que corta a Vila Madalena sob o asfalto, promove o reconhecimento da nossa cidade, conscientiza e aguça a nossa imaginação. A caminhada será conduzida pelos especialistas em hidrografia paulista, o arquiteto José Bueno e o geógrafo Luiz de Campos Júnior, pelos curadores Paulina Chamorro e Fernando Costa Netto.

Data: 13/07, a partir das 10h30

Local: Saída do Bar do Beco, R. Aspicuelta, 17

PRAIAS E O PLÁSTICO – UMA CHAMADA PARA AÇÃO

Itens plásticos são os principais objetos encontrados em mutirões de limpeza de praias pelo mundo. No Brasil não é diferente. Nessa mesa, vamos conhecer a campanha global da ONU Meio Ambiente, “Mares Limpos”, e da Ecosurf, um dos mais reconhecidos projetos de limpeza de praia do país.

Data: 20/07

Local: a definir

Convidados: João Malavolta, da Ecosurf; representante da campanha “Mares Limpos” da ONU Meio Ambiente; Gabriela Otero, representante Abrelpe; Representante ABRE – Associação de Embalagens

ECONOMIA CIRCULAR E OUTRAS SOLUÇÕES PARA AS CIDADES

Trabalhar com soluções frente ao problema do lixo plástico nas cidades passa pela economia circular. Vamos conhecer a origem dessa nova forma de pensar resíduos e de que forma São Paulo está enfrentando o problema.

Data: 18/07

Local: EBAC

Convidados: Guilherme Brammer, da Boomera; Daniela Lerario, da Triciclos, Thaide, artista

PLÁSTICO PELO MUNDO

A WWF-Brasil apresenta os dados do seu principal relatório sobre o plástico no mundo e uma conversa entre a jornalista Paulina Chamorro e o premiado fotógrafo da National Geographic Luciano Candisani.

Data: 25/07

Local: EBAC

Convidados: Luciano Candisani; Anna Carolina Lobo, gerente do programa Mata Atlântica & Marinho do WWF-Brasil

LOCAIS EXPOSITIVOS

Floricultura A Bela do Dia, sorveteria Pinguina, restaurante Banana Verde, lojas Arteira, basico.com, Fernanda Yamamoto, Flávia Aranha, Juliana Bicudo, Prototype e Uma, mercado Casa Orgânico, mecânica Tório, livraria Casa Plana, espaços Civi-co, Chá de Rabiscos e Casulo Colab, Ecoótica, doceria Bolo da Madre, Centro Articular, bares Bar do Beco e Cazu, DOC Galeria, EBAC – Escola Britânica de Artes Criativas, entre outros espaços como tapumes e muros.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.