Expedição Litoral Sul Paulista
Foto: Divulgação | Expedição Litoral Sul Paulista
- Publicidade -

Quando começou a sair da sala de aula para conferir de perto o que aprendia na faculdade de biologia, Bárbara Prado aprendeu que a natureza tem muito a ensinar. Neste momento,  a bióloga e comunicadora também começou a pensar nas histórias que poderia viver e compartilhar saindo à campo.

Com este objetivo, Bárbara visitou o extremo sul do litoral de São Paulo e, em parceria com a produtora WT1, gravou a websérie “Expedição Litoral Sul Paulista”. São 7 episódios gravados que tem Cananéia, Ilha Comprida e Ilha do Cardoso como cenários principais.

As histórias e paisagens desta região, que é tombada pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera, revelam a intensa relação entre seres-humanos e natureza, e chamam a atenção para o fato de que preservar o meio ambiente é preservar a humanidade.

- Publicidade -

Para Bárbara, não é possível falar sobre meio ambiente excluindo as relações humanas. Por isso, os episódios falam a respeito da região de um ponto transversal, olhando para conservação, mas também para a cultura, turismo e história desse território.

Os moradores da região são personagens da narrativa e falam de seus empreendimentos, cultura e modo de vida tradicional. Pesquisadores e pessoas que trabalham diretamente com projetos para conservação da biodiversidade local, como o Projeto Boto-Cinza, realizado pelo Instituto de Pesquisa Cananéia (IPeC) e apoiado pela Petrobrás, também foram ouvidas e falam sobre a realidade da região. 

Foto: Divulgação | Expedição Litoral Sul Paulista

Ao todo, serão 7 episódios, que já estão disponíveis no YouTube:

  • Que história é essa?
  • Um lugar cheio de histórias
  • Explosão de vida
  • Cataia: cachaça, botânica, cultura e educação
  • A Comunidade do Marujá
  • Parque Estadual da Ilha do Cardoso
  • Cultura caiçara            
Foto: Divulgação | Expedição Litoral Sul Paulista

A produção, direção e roteiro dos episódios foram feitos por Bárbara, a autoria das imagens ela divide com seu pai, Marco Manoel. A produtora WT1 foi parceira fundamental para que essa produção fosse possível. Em parceria com a WT1, Bárbara planeja continuar contando essas histórias que têm potencial de transformação. A ideia é estar em contato com instituições, empresas e os mais diversos atores que se preocupem com as questões socioambientais dos seus territórios e queiram ter suas ações relatadas.

- Publicidade -