O contato com a natureza propicia relaxamento, estimula a curiosidade, a criatividade e a autonomia das crianças durante sua fase de crescimento e desenvolvimento corporal, cerebral e emocional, que trarão reflexos positivos para toda a vida. Experiências na natureza como o brincar, por exemplo, já são prescritas por pediatras Brasil afora, reforçando a importância de explorar a convivência nesse ambiente. Para falar sobre os benefícios que a natureza tem na saúde e bem-estar de crianças e adolescentes, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, participa, no próximo dia 31 de outubro, às 11h (horário de Brasília), de uma videoconferência ao vivo.

Entre as especialistas que participam da conversa estão a pesquisadora do programa Criança e Natureza, Maria Isabel de Barros e a médica pediatra Evelyn Eisenstein, professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e também coordenadora do Special Interest Group (SIG) sobre Crianças e Adolescentes da Rede Universitária de Telemedicina.

Durante a conversa, serão comentadas as recomendações que constam na publicação gratuita “Manual de Orientação: Benefícios da Natureza no Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes”, que aborda sobre os benefícios da natureza no desenvolvimento de crianças e adolescentes como elemento para prevenir as cargas de estresse, ansiedade, distúrbios de falta de atenção, obesidade, entre outras questões que podem afetar a saúde dos pequenos e das pequenas.

Lançado em julho deste ano, o documento, elaborado pelo Grupo de Trabalho em Saúde e Natureza composto por integrantes do programa Criança e Natureza e da Sociedade Brasileira de Pediatria, traz informações que enfatizam a necessidade de incentivar atividades e passeios ao ar livre como forma de promover o desenvolvimento infantil saudável. O evento do dia 31/10 faz parte das sessões de videoconferências do SIG (Special Interest Group) sobre Crianças e Adolescentes da Rede RUTE (Rede Universitária de Telemedicina).

Inscreva-se para acompanhar a transmissão gratuitamente.