Em meio a pandemia, a organização social Habitat para a Humanidade Brasil, que trabalha pela promoção da moradia digna, arrecadou R$ 630 mil que serão destinados para a instalação de mais de 300 pias comunitárias em favelas e regiões periféricas de 13 estados brasileiros.

A falta de acesso à água tem colocado milhares de pessoas em risco de contaminação pelo novo Coronavírus. No Brasil, mais de 30 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada em suas casas e para outros 20 milhões, o abastecimento de água é irregular (SNIS). Por isso, a organização lançou a campanha #UmaMãoLavaOutra com o objetivo de levar água e sabãopara que as pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade possam se proteger.

Apoio financeiro

A campanha contou com a doação de mais de 200 pessoas e com o patrocínio da PepsiCo. Além disso, a Habitat para a Humanidade Brasil foi uma das beneficiadas pelo projeto 300 Desenhos, em que diversos artistas doaram seus trabalhos a fim de levantar fundos para três instituições filantrópicas.

covid nas favelas
Foto: Leo Canabarro | Habitat Brasil

Com o apoio de todos que doaram e compartilharam a campanha, mais de 90 mil pessoas vivendo em comunidades vulneráveis vão poder lavar as mãos todos os dias com água e sabão.

A instalação das pias já começou e segue durante os meses de julho e agosto.

Implementação

As pias comunitárias estão sendo instaladas em pontos estratégicos das comunidades, através da articulação com parceiros locais, associações de moradores e lideranças comunitárias. 

covid nas favelas
Foto: Leo Canabarro | Habitat Brasil

As instalações já estão acontecendo nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Juiz de Fora/MG, Lavras/MG, Porto Alegre, Florianópolis, Salvador, João Pessoa e Recife, em parceria com organizações como Florescer Brasil, Engenheiros Sem Fronteiras, Favelar, Atos Colaborativos, Arquitetura Faz Bem, Mobiliza RAU + E, entre outras.

Próximos passos

Logo no início da quarentena, a Habitat para a Humanidade Brasil percebeu que o impacto da pandemia seria grande e devastador nas comunidades mais vulneráveis. Por isso, a organização agiu rápido para apoiar essas famílias de forma emergencial e coletiva, articulando voluntários, parceiros, doadores, empresas e comunidades para tentar minimizar o impacto do Coronavírus em favelas e periferias do país.

Além da instalação das pias comunitárias, a Habitat Brasil ainda distribuiu cerca de 70 toneladas de alimentos e produtos de higiene. Agora, a instituição se prepara para reestruturar sua atuação diante desse cenário.

covid nas favelas
Pia comunitária na comunidade do Bode, em Recife. Foto: Otávio de Souza | Habitat Brasil
covid nas favelas
Pia comunitária na Vila Nova Esperança, em São Paulo. Foto: Leo Canabarro | Habitat Brasil

“Nós já definimos que, ao retornar com nosso trabalho em campo, nossas atividades estarão voltadas às melhorias habitacionais que possam impactar diretamente na diminuição da contaminação pelo Coronavírus. As obras serão principalmente de acesso à água, reformas de banheiros, construção de cisternas urbanas e rurais, melhoria das condições de ventilação das moradias, entre outras”, afirma Mário Vieira, Diretor Executivo da Habitat para a Humanidade Brasil.