O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, acaba de anunciar ajustes no Plano de Metas da administração municipal. Os objetivos que valem para 2019/2020, dois últimos anos do mandato, prevê entre outras medidas a implantação de 173 quilômetros e 350 metros de infraestrutura cicloviária voltados para conexões da malha existente.

Além da ampliação, o projeto prevê a requalificação de 310 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas existentes na cidade. A manutenção é importante assim como a construção de novas ciclovias, cuja malha não era ampliada desde 2016 -, segundo informações da CET obtida pelo SP1, jornal da Globo.

Aumentar o número de vias para quem pedala também contribui para reduzir os acidentes fatais no trânsito. Na capital paulista, o número de ciclistas mortos triplicou no primeiro trimestre de 2019, em comparação ao mesmo período de ano passado: passando de 5 para 16. A estimativa, baseada em ocorrências registradas por polícias e bombeiros, é do Infosiga, banco de dados de acidentes de trânsito do governo do estado.

Para falar da proposta do plano cicloviário, a prefeitura realizará audiências públicas em várias regiões da cidade. “A medida tem como objetivo apresentar à população as propostas de conexões da malha cicloviária, além de receber recomendações, sugestões, críticas, propostas ou outros elementos que viabilizem a implantação de ciclovias e ciclofaixas, tornando o processo mais transparente, colaborativo e democrático”, afirma um comunicado da secretaria de comunicação da prefeitura.

Confira aqui o calendário das audiências que ocorrerão entre maio e junho.