Roma, capital da Itália, é mais uma cidade que está testando a troca de materiais recicláveis por bilhetes de transporte público. O objetivo é aumentar a coleta e reciclagem de garrafas PET e, segundo a prefeita Virginia Raggi, em menos de uma semana do lançamento, foram coletadas mais de 11 mil garrafas plásticas.

Chamado de + Ricicli + Viaggi, o programa concede cinco centavos de euro por cada garrafa PET depositada. O crédito é cumulativo e quando o usuário completa 30 garrafas, pode trocar por uma passagem.  

O bônus fica numa espécie de “bolsa virtual” e pode ser acompanhado pelo aplicativos MyCicero ou TabNet. Se o passageiro alcançar os pontos necessários de uma só vez, pode descontá-los cinco minutos depois da entrega das garrafas.

As máquinas de coleta, por enquanto, estão em apenas três estações: metrô Cipro, Metro Piramide B e metro San Giovanni C. Tendo início no fim de julho, a campanha tem previsão de duração de 12 meses. 

A ideia ainda pode estimular maior uso do transporte público na cidade. Ainda que o metrô já seja bastante utilizado, ainda é alta a dependência do transporte privado. Não à toa, Roma tem o pior tráfego de toda Itália, segundo a edição 2018 do ranking “Traffic Index” da empresa de GPS Tomtom.

Roma vai banir carros a diesel 

Virginia Raggi anunciou em 2018 que proibirá a circulação de veículos movidos a diesel no centro da cidade. A medida, que deve valer a partir de 2024, busca contribuir para redução dos efeitos das mudanças climáticas.