- Publicidade -

Uma empresa paulistana está ganhando visibilidade na capital financeira do país ao facilitar a vida dos usuários de bicicleta. Encontrar soluções adequadas para que os ciclistas possam estacionar suas bikes aonde quer que forem é o principal objetivo da Ciclomídia.

O grupo oferece seus produtos aos estabelecimentos comerciais, para que cada um deles possa se tornar um “Bike Point”. Entre os equipamentos ofertados, há três modelos de paraciclos.

O modelo mais simples permite o estacionamento simultâneo de duas bicicletas, sendo trancadas pelo quadro e pelas rodas. Há um modelo “publicitário”, criado para shoppings, supermercados e locais onde não há lei contra propagandas. Existe também um tipo “modular”, que dá a flexibilidade ao proprietário que deseja trocar a estrutura quando necessário e guardá-la quando não estiver em uso.

- Publicidade -

A Ciclomídia também oferece caneletas para que o usuário possa subir e descer escadas com mais conforto e segurança. Os formatos, profundidades e tamanhos desses equipamentos variam de acordo com a necessidade do cliente.

Além dos produtos, a empresa sugere um serviço em que o estacionamento de bicicletas funciona como uma espécie de chapelaria. Chamado de Bike Valet, a ideia consiste em aplicar a estrutura em eventos, ou seja, uma operação provisória montada para atender um determinado local em um dia específico.

Todos os estabelecimentos que aderem ao projeto ganham uma certificação especial, denominada Bike Point. A própria empresa montou um mapa com a relação de lugares que já fazem parte da ideia. Veja aqui em quais locais a sua bike é bem-vinda. 

Ao mesmo tempo em que oferece a estrutura para que as bicicletas fiquem seguras em locais públicos e privados, o grupo se propõe a incentivar a mobilidade sustentável e a redução de emissão de carbono.

Para que a empresa se tornasse realidade, o projeto teve apoio do evento Mega Start-Up Lab, que deu a oportunidade a seis empreendedores para apresentarem seus negócios – ou ideias – a uma banca de especialistas e interessados. A regra era que a divulgação fosse objetiva, cada grupo tinha apenas cinco minutos disponíveis. Dentre 400 inscritos, a Ciclomídia foi um dos projetos selecionados, que conquistou a chance de apresentar sua ideia.

O objetivo do evento é testar novos modelos, fazer sugestões de melhoria e colaborar com a troca de contatos. “A participação no evento foi fundamental para tocarmos o projeto em frente e as opiniões da banca e do público para confirmarmos algumas visões e repensar algumas outras”, afirmou o grupo, em seu site.

Marcia Sousa – Redação CicloVivo

 

- Publicidade -