ônibus elétricos BYD

A empresa chinesa BYD anunciou a entrega de 470 ônibus totalmente elétricos em Bogotá, capital da Colômbia. Esta é a maior frota 100% elétrica da América Latina, passando à frente de Santiago, no Chile.

O primeiro lote de 120 ônibus entrará em operação em 26 de dezembro. As outras 350 unidades vão começar a circular no primeiro trimestre de 2021, impactando mais 300 mil passageiros.

“Hoje é um dia que podemos registrar na história de Bogotá”, disse Claudia Nayibe López Hernández, prefeita de Bogotá: “Isso se deve ao esforço conjunto de muitos colombianos talentosos. Queremos comprar mais ônibus elétricos, preferencialmente, que nos permitam retirar a velha frota a diesel e gasolina, e renová-la com ônibus elétricos limpos, prestando mais e melhores serviços aos cidadãos”.

Neste ano, Bogotá também apresentou um plano de desenvolvimento para criar sua rede metroviária.

Modelos de ônibus elétricos

Neste primeiro lote, há veículos de 12 e 9 metros, com capacidade para 80 e 50 passageiros respectivamente. Cada um leva de 1,5 a 2,5 horas para carregar totalmente. Já a autonomia ultrapassa 300 quilômetros com uma única carga – o que atende à necessidade da rota dos ônibus. 

A gigante de veículos elétricos calcula que, em comparação com os ônibus a diesel, a frota elétrica deixará de emitir 12.500 toneladas de dióxido de carbono e 2,5 toneladas de material particulado a cada ano.

Com a chegada dos veículos de emissão zero, também foi inaugurada a primeira estação de carregamento de ônibus da cidade. Outras três estações de recarga estão previstas para entrarem em operação.

Os ônibus foram produzidos pelas fábricas de ônibus da BYD em Nanjing e Hangzhou, ambas na China, e depois enviados para o porto de Buenaventura em Bogotá.

Há dois anos, em dezembro de 2018, o Chile recebia a compra de 100 ônibus elétricos da BYD. Até então, era a maior frota de ônibus 100% elétricos na América Latina.