- Publicidade -

Arquitetos russos projetaram um edifício sustentável, capaz de suportar diversos desastres naturais. A proposta foi criada para um programa da União Internacional de Arquitetos, o “Arquitetura de auxílio contra desastres”.

O principal objetivo do projeto é construir uma estrutura em que os moradores consigam obter dentro dela mesma tudo o que é necessário para sobreviver. O prédio, que pode ser usado tanto para fins residenciais, quanto comerciais, é capaz até mesmo de flutuar, função responsável pelo nome dado ao conceito: Arca.

Inspirada no exemplo bíblico, em que a humanidade sobreviveu a um dilúvio graças a um grande barco, a nova Arca também pode se tornar um refúgio. Com uma área de 14 mil metros quadrados a estrutura possui um sistema que possibilita um ciclo fechado, ou seja, a atmosfera interior é isolada da exterior e pode aguentar diferentes tipos de desastres.

- Publicidade -

A estrutura tem como matérias-prima responsáveis por sua fundação arcos de madeira e cordas de aço. Além disso, sua cobertura é feita com uma película de Etil tetrafluoretileno, material que proporciona um resultado parecido com o do vidro, porém muito mais eficiente, durável, econômico, leve e ecologicamente correto.

A estrutura principal da Arca possui perfil metálico com diversas utilidades, como coletores solares, que auxiliam no aquecimento da água, e calhas responsáveis pela coleta da água da chuva. A parte superior do edifício contará com painéis fotovoltaicos para que seja possível aproveitar a energia solar.

Imagem: RemiStudio

 

Apesar de ter uma atmosfera interior independente da exterior, o projeto aproveita as condições climáticas externas. O calor e o hidrogênio de fora são coletados e armazenados em um coletor, que é capaz de fornecer energia para o complexo, independente das condições externas.

Todas essas funções foram pensadas para que seja possível sobreviver em um cenário desastroso. Por isso, regiões sujeitas a terremotos são favoráveis a instalação da Arca, segundo seus projetistas. No entanto a estrutura é perfeitamente adaptável e útil em diferentes zonas climáticas. Ela é ideal até mesmo para locais atingidos por enchentes, tsunamis ou propícios a desastres causados pela elevação do nível do mar, já que a Arca consegue flutuar por tempo indeterminado.

A intenção dos arquitetos é que ela deixe de ser um conceito e possa ser produzida em maior escala. Para isso, eles pretendem produzir quadros pré-fabricados para que a estrutura seja construída mais rapidamente.

Com informações do site Inovação Tecnológica

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -