- Publicidade -

O engenheiro eletrônico Maurício Gilson e a professora de história Mari Orba descobriram, por acaso, uma maneira sustentável e prazerosa de ganhar dinheiro. Com o nascimento de seu primeiro filho, no final da década de 90, o casal resolveu fazer alguns brinquedos com pedaços de sobras de madeira. A “brincadeira” virou negócio sério e hoje os dois obtém renda exclusivamente dessa prática.

Maurício e Mari perceberam que os brinquedos eram ótimos para as crianças, após rápida identificação de seus filhos. Em pouco tempo, as peças educativas, feitas com restos de madeira, se transformaram em um negócio com alcance internacional, através da criação da loja Magoo Brinquedos.

A empresa segue os padrões sustentáveis em toda a produção. A madeira usada é proveniente dos restos de outras madeireiras, que utilizam material certificado. Quando há necessidade de comprar madeira nova, Maurício explica que eles optam por tipos diferentes, para preservar a biodiversidade e os fornecedores precisam ter certificação ambiental.

- Publicidade -

O montante de vendas da empresa chega a mil peças mensais, mas os idealizadores garantem que, mesmo com o número elevado de vendas, não deixarão os ideais sustentáveis e educativos de lado.

Informações: Instituo Akatu

- Publicidade -