casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson
- Publicidade -

A ideia de que é mais sustentável recuperar o que já está em uso antes de buscar por novas alternativas vale também quando o assunto é construção. Reformar uma casa pode ser melhor do que começar um projeto do zero – uma decisão que pode poupar dinheiro, tempo e recursos naturais. Foi esta a escolha do arquiteto Ben Callery, que aproveitou uma construção de mais de 100 anos para construir uma casa ecologicamente correta para sua família.

casa sustentável na austrália
Foto: Anthony Richardson

A estrutura original foi reaproveitada, com as salas da frente reformadas e a parte de trás da casa transformadas em um novo espaço, aconchegante e isolado. A casa original era um labirinto de quartos escuros, levando a uma garagem enorme e uma área coberta no quintal dos fundos, que servia como lavanderia e banheiro.

Localizada no subúrbio de Northcote, na cidade australiana de Melbourne, a construção foi sendo transformada ao longo de um ano. Na parte da frente, as três salas originais se transformaram em dois quartos, um novo banheiro e uma lavanderia. A madeira passou a ser o elemento principal da fachada, garantindo isolamento térmico e acústico.

- Publicidade -
casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

A parte de trás foi completamente mudada e se tornou um espaço mais aberto onde ficam a cozinha, a sala de jantar e a sala de estar. Para garantir a conexão entre o interior e o exterior, a cozinha ganhou grandes portas envidraçadas que se dobram completamente para se abrir para o terraço de ripas de madeira e o generoso quintal, garantindo iluminação e ventilação natural.

casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

“Desafiamos a organização convencional de cômodos e criamos maiores conexões entre os membros da família e o ambiente externo. A cozinha, onde a maior parte do tempo é gasto, ocupa a parte de trás da casa, conectando-a com o quintal”, explica Bem Callery.

Para trazer ainda mais a sensação de espaço, a área traseira tem um pé-direito duplo orientado para maximizar o ganho solar e a ventilação cruzada natural.

casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

Acima deste espaço arejado fica um escritório, envolto em ripas de madeira, dando a impressão de que é uma espécie de ninho flutuante com vista para as principais áreas comuns – o lugar perfeito para Callery trabalhar ou para suas duas filhas fazerem a lição de casa.

“O vazio de pé-direito duplo voltado para o nordeste oferece vistas dramáticas do sol e das copas das árvores para a cozinha, sala de jantar e sala de estar. O vazio conecta as salas de estar do térreo com os quartos do primeiro andar e o escritório flutuante, onde se pode buscar reclusão, mas ainda estar conectado com a vida familiar abaixo”, conta o arquiteto.

casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

A madeira escolhida é reaproveitada de velhas vigas de madeira da casa de antigos vizinhos. Qualquer madeira que não fosse reutilizada veio de fornecedores que usam técnicas de corte que aproveitam ao máximo o material. O piso também foi recuperado e ganhou um novo visual, sem usar novos recursos naturais na sua construção.

“Usamos recursos renováveis, incluindo madeiras recuperadas ou aproveitadas ao máximo. Evitamos o uso de concreto e optamos por uma estrutura de madeira leve, bem orientada e fortemente isolada (com mantas feitas de vidro reciclado), garantindo uma construção termicamente eficiente e de baixa energia incorporada”, finaliza Bem.

casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

Reaproveitar estruturas já existentes pode ser um bom caminho para construir uma casa mais sustentável. Ao fazer isso, é possível aproveitar ao máximo toda a energia, materiais e emissões de carbono que já fazem parte desta construção.

Para mais informações, acesse Ben Callery Architects.

casa sustentável reforma
Foto: Anthony Richardson

LEIA MAIS:

- Publicidade -