O projeto Brasil Sem Frestas está dando uma nova destinação à caixas de leite na Região Metropolitana de Curitiba. Com o material, famílias de baixa renda podem ter isolamento térmico das suas residências.

Caixas de leite abertas são limpas e costuradas, formando placas usadas para revestir as casas. Graças à combinação de diferentes materiais, como papel-cartão, polietileno e alumínio, o revestimento garante uma boa vedação, com isolamento térmico e proteção da residência contra possíveis animais peçonhentos. 

O trabalho é voluntário e começa com a coleta e seleção das caixas, que são separadas por marca e tamanho e depois cortadas. As caixas são então costuradas uma às outras. Para revestir uma casa inteira são necessárias aproximadamente 3 mil caixas.

De acordo com a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), a cidade tem 49 mil famílias vivendo em residências consideradas precárias. Gente que não tem como se proteger das condições climáticas naquela que é considerada a capital mais fria do Brasil.

Como ajudar?

Para doar caixas de leite ao projeto, basta levar o material aos pontos de coleta em na Região Metropolitana de Curitiba. Pessoas de outras cidades podem fazer doações usando o serviço de entregas dos Correios. Além das caixas, os voluntários do projeto precisam de outros materiais como grampeadores de estofador, luvas e linha de nylon.

Como todo o trabalho é voluntário, as pessoas interessadas podem se juntar à equipe do projeto e ajudar na confecção das placas ou no trabalho de revestimento.

Para mais informações acesse o site do Brasil Sem Frestas.