O designer espanhol Alvaro Catalán de Ocón encontrou uma maneira diferente de reaproveitar garrafas PET. Através de técnicas de tecelagem artesanal, ele desenvolveu uma coleção de luminárias de garrafas, apelidada de PET Lamp. Além de dar uma nova utilidade a um material que seria descartado, o artesanato oferece oportunidade a comunidades de diversos países e exalta diferentes culturas.


Foto: Divulgação

A ideia surgiu em 2011, na Espanha. No ano seguinte, o projeto atravessou o oceano e foi aplicado na Colômbia. Em 2013 ele chegou ao Chile e depois à África. O projeto aplicado com mulheres na Etiópia é um dos que têm maior destaque. Todo o trabalho é feito de forma artesanal e cada uma das peças reflete as formas e apelos culturais de seu país de origem.


Foto: Divulgação

A base para as luminárias é a garrafa PET, reaproveitada independente de seu formato ou cor. O plástico é envolto por uma estrutura de fibras coloridas entrelaçadas, que ganham formas diferentes em cada um dos países onde são fabricadas.


Foto: Divulgação

As luminárias são totalmente inspiradas na cultura local. Por isso, as coleções possuem características próprias das comunidades responsáveis pela fabricação. O projeto recebeu prêmios internacionais de design para o desenvolvimento já foi apresentado em exposições no Museu de Arte de Nova York, em Tóquio, Madri, Paris e Barcelona.


Foto: Divulgação

Através do artesanato, as PET Lamps têm ajudado a espalhar diferentes culturas pelo mundo e a levar o desenvolvimento a comunidades de artesãos em países em desenvolvimento.


Foto: Divulgação

Clique aqui para acessar o site do projeto. 

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.