Como ter um espaço comercial em meio a uma área em que o principal objetivo é a conservação natural? Foi a partir desta pergunta que o escritório mexicano CANO | VERA Arquitetura desenvolveu o Plaza Andaro

Conforme informado pelo site Plataforma Arquitectura, todos os detalhes do centro comercial foram pensados para impactar da menor maneira possível o ambiente ao seu redor. Sendo assim, os arquitetos utilizaram materiais reaproveitados na estrutura e mantiveram boa parte da vegetação original.


Foto: Rafael Gamo/Divulgação

Madeira é a principal matéria-prima deste prédio, mas não qualquer tipo. Os construtores reaproveitaram a madeira de lei, que antes servira de dormente para trilhos de trem. O material passou por tratamento e foi usado em toda a construção. A base foi feita com estruturas metálicas.


Foto: Rafael Gamo/Divulgação

A forma como os arquitetos usaram os dormentes na fachada permite a passagem do ar, ao mesmo tempo em que fornece sobra para as varandas e corredores do centro comercial. Desta maneira o conforto térmico é garantido de maneira natural.


Foto: Rafael Gamo/Divulgação

Entre os prédios estão jardins e até mesmo pequeno rio, que é cheio naturalmente, de acordo com as estações do ano. A obra foi concluída em 2013 e está localizada na cidade de Avándaro, no México.


Foto: Rafael Gamo/Divulgação

Redação CicloVivo 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.