Na Guatemala, em San Juan Comalapa, uma escola foi construída com materiais reutilizados. O projeto de construção verde, realizado pela ‘Long Way Home’ (LWH) para a elaboração da ‘Escola Maya Técnico Profissional’, foi feito usando pneus reciclados e garrafas. Construção em garrafas é ambientalmente correta, além disso, a obra contou com o uso de outros materiais reaproveitados.

Resíduos descartados podem ser recuperados e utilizados em novas estruturas. O reuso destes materiais pode ser tão simples, como um monte de pneus empilhados, ou tão complexo, como tijolos re-esculpidos com aparência de novos.

Os pneus velhos são os principais componentes da construção das casas ecológicas conhecidas como "earthships”. Estas residências, comuns nos desertos dos Estados Unidos, também são ideais como habitação de baixo custo em países emergentes.

Este material é abundante e, quando cheio de lama, fornece massa térmica para regular a temperatura interna do edifício. Em alguns casos eles são deixados visíveis, fazendo parte do design da construção.

Este tipo de edificação melhora o meio ambiente e altera a consciência da comunidade. Pois, os materiais utilizados na construção são poluentes potenciais caso sejam descartados de maneira incorreta no meio ambiente.

Os alunos participaram do projeto trazendo garrafas, que são usadas para fazer as paredes da latrina. Durante a construção a equipe LWH, junto com grupos de voluntários internacionais, encheu os pneus com terra e os colocaram na camada de base. O telhado é feito de concreto derramado sobre uma forma de malha de arame e as paredes são resultantes de uma mistura de terra e areia.

A escola significa não apenas um futuro de oportunidades educacionais, mas também oportunidades de emprego reais para hoje.

Em 2009 a LWH empregou oito membros da comunidade que agora aprenderam técnicas "verdes" de construção. Eles formam o núcleo de uma nova indústria verde na Guatemala. Com a conclusão da escola em 2010 as técnicas de construção verde começaram a ser passadas para a nova geração de construtores.

A tripulação e os voluntários primeiro escavaram a terra e, em seguida, começaram a construção do muro de contenção para estabilizar o solo. Engenheiros do governo foram ao local para observar o uso de pneus reciclados na construção de paredes de retenção, que são extremamente necessárias em toda a Guatemala.

A finalidade do Long Way Home é trazer oportunidades econômicas e educativas para jovens menos favorecidos. A escola vai oferecer educação para maiores de 11 anos e vai ensinar cuidados com meio ambiente através da reciclagem na construção.

A ideia é oferecer aos alunos as habilidades necessárias para romper o ciclo da pobreza na área. Na escola as crianças aprenderão sobre a cultura maia, currículo nacional da Guatemala e competências profissionais verdes. Será a primeira instituição educacional profissionalizante no local.

Segundo Mateus ‘Mateo’ Paneitz, Diretor Executivo e Fundador do LWH, "este é um método eficiente e replicável​​, para eliminação de resíduos que, quando concluído irá proporcionar um ambiente necessário para que os jovens estudantes de Comalapa continuem sua educação". 

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.