O escritório neozelandês de arquitetura Fearon Hay foi o responsável pela criação de um espaço comunitário no aeroporto de Auckland. Mais do que eficiência, o projeto demonstra uma arquitetura contemporânea, aliada à sustentabilidade.


Foto: Divulgação

O pedido era de que os arquitetos criassem um espaço flexível para eventos, reuniões e usos diversos. Mas, o resultado é uma estrutura que consegue mesclar a construção com a natureza, ao mesmo tempo em que resgata valores da cultura local.


Foto: Divulgação

Apelidado de “O Manto” o prédio é coberto por uma malha de madeira, que se assemelha a uma grande coberta acima do edifício. O telhado foi aproveitado para trazer o verde a estrutura, com um jardim suspenso.


Foto: Divulgação

Internamente o design é limpo, mas ao mesmo tempo um pouco rústico, com paredes em concreto, cortinas claras e pé direito alto. Os arquitetos utilizaram janelas do tamanho das paredes, para aproveitar ao máximo a iluminação natural e permitir maior integração entre a pessoa que esta dentro do prédio e o ambiente exterior.


Foto: Divulgação

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.