Nos últimos anos, a busca por espaços verdes tem aumentado pois a população está ciente dos benefícios que isso pode trazer. Estes espaços oferecem a oportunidade de integração com a natureza e ainda ajudam a diminuir a temperatura dos edifícios, deixando-os mais frescos e fundindo a área interna com a externa.

O Brasil tem um clima ótimo para terraços com jardins, assim, pode-se explorar todos os espaços de um edifício, inclusive a cobertura. É sempre aconselhável consultar um engenheiro estrutural que irá verificar a capacidade de carga do telhado do edifício pois o acréscimo do solo, cascalho e plantas irão aumentar consideravelmente o peso sobre a estrutura, que também podem criar possíveis infiltrações.

Além dos benefícios estéticos, as coberturas verdes atendem aos seguintes objetivos: isola o edifício contra o calor e o frio; reduz a temperatura interior de seis a oito graus; reduz a poluição sonora; aumenta a quantidade de oxigênio no ar; filtra partículas transportadas pelo ar; controla o escoamento de águas pluviais, erosão, poluição e reduz o consumo energético.

Uma cobertura verde pode ser decorada com diferentes elementos. Uma ótima ideia é cultivar legumes e frutas ou tentar um bonsai. Criar estes ambientes é uma excelente maneira de aumentar o espaço de convivência em qualquer lugar. Neste local você pode se sentar e comer, as crianças podem brincar, ou podem simplesmente puxar uma cadeira e apreciar a paisagem tranquila. As plantas por si só adicionam uma pitada de cor, em alguns casos, a decoração interior pode ser focada para o terraço.

As coberturas verdes podem ser criadas em qualquer tipo de edifícios como casas, apartamentos residenciais, edifícios comerciais, indústrias, entre outros. Os requisitos básicos para que sejam construídos incluem:

Seleção de espaço: É preciso ter em mente que a área a ser selecionada para construir uma cobertura verde deverá ter uma ligeira inclinação, para que possa drenar a água facilmente e que tenha capacidade para suportar a carga. Além disso, a área deverá ser bem iluminada pela luz solar, essencial para o crescimento da folhagem.

Impermeabilização: O jardim deverá ser irrigado para manutenção de solo e plantas, portanto é preciso fazer uma impermeabilização do local onde o jardim será construído.

Manutenção: Escolha uma vegetação que não necessite de regas e podas constantes. Também pode ser instalado um sistema de gotejamento no seu jardim para garantir a longevidade. As plantas mais indicadas para os terraços ajardinados incluem plantas fibrosas por serem leves e por possuírem raízes que evitam a erosão do solo.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.