- Publicidade -

O arquiteto canadense Frits de Vries é o responsável pelo projeto da primeira residência familiar a ser certificada pelo “LEED for Homes” e a receber o selo LEED de Platina no Oeste do Canadá. Recentemente a casa foi homenageada com o Prêmio “2011 RAIC Award of Excellence” para construções sustentáveis.

O projeto é uma resposta à valorização dos clientes para a arquitetura moderna e o desejo de um plano flexível, acomodando intimidade, entretenimento e as possibilidades de uma família em crescimento. O objetivo era criar um grande espaço integrando o interior e exterior sem sacrificar o senso de intimidade doméstica para um jovem casal.

O projeto explora o potencial da diversidade da experiência espacial dentro dos limites de um lote-padrão retilíneo da cidade. A relação interior-exterior dos vários pátios exteriores e jardins são formados integralmente dentro da estrutura arquitetônica, de modo que todo o local se torna um espaço coeso.

- Publicidade -

Setorialmente, a casa é composta de duas partes que são conectadas por uma escada central. A primeira parte é constituída por dois pisos com tetos altos e um terraço panorâmico, o segundo de três pisos acima da grade, com alturas de teto moderadas, com abertura para um pátio. A escada aberta é iluminada por clarabóias, e a luminosidade do dia inunda os espaços interligados por ela.

Uma clarabóia estreita ao longo do espaço principal fornece luz suave dando uma qualidade introspectiva para o espaço, de forma ampla. A parede norte da sala é feita de grandes portas de correr, de vidro, que se abrem para o pátio traseiro e jardim garantindo que a luz seja uniforme e difusa. A residência está orientada e projetada para uso de energia solar passiva, e a forma das janelas também maximiza os ganhos solares no inverno, e controla-os no verão.

A luz define a intimidade do espaço. Isso é demonstrado no piso principal e sala de jantar. A luz Sul é filtrada através de uma janela frontal com aletas de madeira horizontais que moderam a exposição direta.

A construção de um edifício bem isolado, com alta qualidade de vidros triplos permite a esta casa manter um nível elevado de eficiência energética enquanto acomoda grandes áreas envidraçadas. A alta eficiência de aquecimento e sistema de arrefecimento, incluindo a recuperação de calor, e radiação do calor no piso, assim como o aquecimento solar da água (instalado no telhado), foram integrados ao projeto e construção.

O telhado verde estabelece uma ligação entre o interior e os jardins em todos os níveis da casa, e também reduzem o calor pela reflexão além do escoamento das águas pluviais.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -