Conseguir um espaço para novas construções é quase um desafio em Tóquio, no Japão. A metrópole oriental é repleta de grandes prédios, mas isso não impediu o arquiteto RyueNishiziwa de dar um toque colorido à cidade. O projeto realizado por ele é de uma casa residencial com jardins que se espalham por seus andares.

Com um espaço muito restrito para a construção, o arquiteto teve que se adequar a um vão entre dois prédios altos. A saída encontrada por ele foi a edificação de uma casa com quatro andares. Ao invés de ter apenas paredes verdes, ele usou os pavimentos como jardins suspensos, que se conectam e abrigam grandes árvores.


Foto: Divulgação

O andar térreo da casa é ocupado pela sala de estar e a cozinha, o segundo e o terceiro andares abrigam quartos e banheiros, o andar superior tem um quarto de hóspedes e é também o local que tem mais espaço para o jardim.

Ao invés de paredes, as enormes sacadas são cheias de plantas e os ambientes internos são fechados por grandes janelas, que maximizam a entrada da luminosidade e ventilação naturais.


Foto: Divulgação

A casa, repleta de vegetação, contrasta com a imensidão de prédios de Tóquio. Além de sua beleza, a construção também é uma prova de que é possível construir em uma metrópole sem sacrificar a qualidade de vida e o contato com a natureza.  


Foto: Divulgação

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.