Imagine passar a noite em meio à natureza contemplando as estrelas com o total conforto que teria em um hotel? É esta a proposta dos “PurePods”, pequenas cabines transparentes instaladas próximas a Christchurch -, a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia.  

Feitas totalmente em vidro, elas permitem que o hóspede tenha o visual deslumbrante. Do chão ao teto, tudo é transparente. É possível ver desde as estrelas até a vegetação nativa que cresce no chão por baixo da cabine. Ao redor, só natureza, e ali dentro nada de Wi-Fi. Idealizado para quem deseja ouvir o canto dos pássaros, contemplar o entardecer e se reconectar consigo mesmo. 

Camping com glamour

Apesar de não ter acesso à internet, a cabine possui energia. Ela é movida a energia solar e opera fora da rede, de forma que o banho quente está garantido. Ao contrário dos “perrengues” de um camping comum (que aliás muitos adoram e defendem), a proposta deste projeto é exatamente o contrário: oferecer o máximo de conforto possível. Este nicho inclusive tem se espalhado ao redor do mundo e é apelidado de glamping: uma junção de glamour e campismo.

“Você está seguro, seco e quente, você tem um vaso sanitário, um chuveiro maravilhoso e uma cozinha – enquanto está totalmente cercado pelo melhor da Nova Zelândia”, afirma a empresa PurePod, que garante investir em técnicas de construção menos invasivas.

Além do uso de energia solar, a água da chuva é reaproveitada para regar as plantas e são usados limpadores ecológicos para higienizar os resíduos. Se fizer frio, o hóspede pode se manter quentinho com o aquecedor de biocombustível. Além do próprio piso de vidro ter um sistema de aquecimento patenteado embutido. Cada cabine comporta até duas pessoas.  

Há seis locais diferentes ao longo da ilha onde é possível encontrar as cabines PurePods. Em comum, todas oferecem uma vista de cair o queixo. Confira abaixo algumas fotos.