Às vezes podemos mudar pequenas coisas sem fazer muito esforço. Às vezes podemos criar e desenvolver coisas que nem imaginamos.

A artista nova iorquina, Sandhi Schimmel Gold, especializou-se em criar obras diferentes. Com o pensamento sustentável, ela quis fazer algo com que pudesse fazer a diferença. E fez…

A artista é especialista em criar artes com materiais que iriam para o lixo.

Estas obras, por exemplo, foram feitas de “Junk Mail”, a famosa mala-direta, que são enviadas sem solicitarmos, que vamos concordar, só servem para gastar papel e dinheiro.

Ligue para o seu banco, por exemplo, e peça para que seus extratos não sejam enviados pelo correio. Siga as opções do cartão de crédito, por exemplo, com o uso da internet, que facilita bastante.

Outra dica referente as operadoras, elas também adoram uma mala-direta, e também lojas e corretoras, peça para que lhe mandem as informações via email.

Mas como alguns processos podem ter uma caminhada longa, até entrar em extinção as malas-direta, adiante-se e faça ainda mais, recicle o que for possível, o que não tiver informações pessoais, pelo menos… já é um bom começo.

Se quiser mais informações do trabalho da artista entre no site.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.