- Publicidade -

O escritório norueguês de arquitetura Gyaw Gyaw é especializado em construções sustentáveis para o auxílio a populações carentes. Uma das edificações criadas pelo grupo é direcionada a abrigar crianças refugiadas em Mae Sot, Tailândia.

Além da necessidade financeira, a comunidade também sofre com falta de estrutura física e educacional. Por isso, os arquitetos noruegueses, em parceria com a ONG Mae Tao Clinic, projetaram escola, residências e abrigos, todos feitos com materiais locais, arquitetura de baixo impacto e acessíveis economicamente.

- Publicidade -

Atualmente a escola que recebe as crianças refugiadas hospeda mais de 500 alunos. Com essa grande demanda foi necessário desenvolver acomodações imediatas e assim surgiram os dormitórios temporários de baixo custo e fáceis de montar.

A estrutura é feita com materiais locais e ambientalmente corretos, o bambu é um dos mais comuns. Os dormitórios levaram apenas quatro semanas para ficarem prontos e são capazes de abrigar até 25 alunos, garantindo privacidade e certo conforto individual. Por se tratar de uma construção simples, boa parte das pessoas que trabalharam no projeto é pertencente à própria comunidade. O mesmo processo foi aplicado na construção da escola e das residenciais para as famílias locais.

A preocupação com a sustentabilidade, aliada ao bem-estar das pessoas, sempre direcionou o trabalho do grupo de arquitetos noruegueses. “Para nós, a sustentabilidade é uma questão de disciplina. Nós nos concentramos em processo de conhecimento, e resultados que sejam sustentáveis em termos de ecologia, economia e cultura”, declara a página do escritório.

Redação CicloVivo

- Publicidade -