Inicio Meio Ambiente Temperatura da Terra está subindo em níveis sem precedentes, diz NASA

Meio Ambiente

Temperatura da Terra está subindo em níveis sem precedentes, diz NASA

Para os cientistas, é praticamente impossível que fiquemos dentro da meta de 1,5oC.

30 de agosto de 2016 • Atualizado às 15 : 38
Temperatura da Terra está subindo em níveis sem precedentes, diz NASA

Apenas ao longo do último século o aumento dos termômetros já foi dez vezes mais rápido do que esses registros antigos. | Foto: Petalouda62/Flickr

3.89K
0

Cresce a cada dia a preocupação dos cientistas com o aumento na temperatura global. Apesar de o Acordo de Paris estabelecer metas para manter o aquecimento global dentro do limite de 1,5oC, os pesquisadores estão céticos quanto a isso. Gavin Schmidt, um dos principais cientistas da NASA neste assunto, garante que o planeta está aquecendo a um ritmo muito acelerado e não experimentado nos últimos mil anos.

Segundo ele, é “muito improvável” que o mundo fique dentro dos limites de temperatura acordado e necessário para evitar desastres causados pela elevação dos níveis dos oceanos. Apenas neste ano, por exemplo, a temperatura já atingiu 1,38oC acima dos níveis registrados no século 19, que servem como referência para os cientistas e para o Acordo Climático de Paris.

Nós estamos vivendo em um ritmo constante de quebras de recorde nas temperaturas. O ano de 2015 foi o mais quente até agora, antes dele, havia sido 2016. Apenas neste ano, o mês de julho já é o mais quente desde 1880, quando as medições modernas tiveram início.

A meta de não ultrapassar os 1,5oC tem como principal objetivo proteger as nações insulares, que podem ser inundadas pela elevação dos oceanos. Mas, conforme as pesquisas mais recentes, se as emissões forem mantidas nos níveis atuais, este limite será ultrapassado em apenas cinco anos.

Para entender o que acontece com a temperatura do planeta, a NASA, usou reconstruções feitas pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA (NOAA). Segundo as análises, a temperatura global aumentou de quatro a sete graus em um período de cinco mil anos. No entanto, apenas ao longo do último século o aumento dos termômetros já foi dez vezes mais rápido do que esses registros antigos. E a tendência é ficar ainda pior. A NASA estima que a velocidade com que as temperaturas subirão nos próximos cem anos deve ser até 20 vezes mais rápida do que a média histórica.

Os pesquisadores acreditam que, apenas o dióxido de carbono já emitido a partir da geração de energia, transportes e agricultura, já seja suficiente para elevar o nível dos oceanos em quase um metro até o final deste século.

Redação CicloVivo

(3887)

logo
Fechar
Abrir
logo