Inicio Vida Sustentável Escolas em Palmas ensinam alunos a plantar alimentos orgânicos

Vida Sustentável

Escolas em Palmas ensinam alunos a plantar alimentos orgânicos

Desde pequenos, os educandos irão conhecer o valor nutritivo dos alimentos.

1 de fevereiro de 2016 • Atualizado às 12 : 11

Estudantes vão cultivar milho, mandioca, abacaxi, melancia e abóbora. | Foto: Irene Alves/Divulgação

Escolas em Palmas ensinam alunos a plantar alimentos orgânicos
4.53K
0

Os estudantes da rede municipal de ensino de Palmas (Tocantins) receberão a partir deste primeiro semestre letivo, que inicia no dia 2 de fevereiro, o Projeto Roça Escolar Sustentável, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação (Semed) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural.

Com o cultivo de milho, mandioca, abacaxi, melancia e abóbora, o projeto objetiva promover ações de educação alimentar, mediante orientação didático-pedagógica, visando à elevação do nível de saúde da comunidade escolar, por meio de uma alimentação saudável, sem agrotóxico, de alto valor nutricional e de baixo custo.

Em todas as unidades educacionais os alunos irão colocar a mão na terra, manusear sementes e mudas de hortaliças, e assim aprender sobre o processo de germinação e a política de hábitos alimentares saudáveis. Desde pequenos, os educandos irão conhecer o valor nutritivo dos alimentos, além de conciliar a teoria e a prática de forma saudável e criativa.

Desde o ano de 2015, algumas escolas da rede já vinham desenvolvendo o projeto de hortas, que já apresentavam bons resultados. Neste ano, a Roça Escolar também será implantada com base no programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que orienta que todas as escolas tenham um cardápio nutritivo e que todas as crianças tenham hábitos alimentares saudáveis, em todas as faixas etárias.

organicopalmas

| Foto: Irene Alves/Divulgação

Segundo o diretor de apoio à Gestão da Semed, Daniel Lopes de Oliveira, o projeto permeia as várias interfaces da escola no sentido econômico, educacional, cultural, alimentar e na melhoria da qualidade de vida da comunidade escolar. “A roça na escola pode ser um laboratório vivo para diferentes atividades didáticas. Com ela será possível disseminar conhecimento e informações importantes sobre alimentação saudável, educação ambiental e economia doméstica”, destacou.

As duas primeiras escolas a receber o projeto serão as Escolas Monteiro Lobato e Olga Benário. Os terrenos das unidades já foram limpos e estão prontos para o plantio. Segundo Oliveira, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural irá disponibilizar insumos, máquinas e mão de obra especializada.

As informações são da Prefeitura de Palmas.

(4534)

logo
Fechar
Abrir
logo