Inicio Vida Sustentável Aprenda a usar corretamente o lixo orgânico como adubo caseiro

Vida Sustentável

Aprenda a usar corretamente o lixo orgânico como adubo caseiro

É preciso saber exatamente qual o objetivo de cada resíduo quando aplicado ao solo.

3 de abril de 2017 • Atualizado às 16 : 44
Aprenda a usar corretamente o lixo orgânico como adubo caseiro

Existem muitos produtos orgânicos que são desperdiçados no ambiente doméstico e que podem ser reaproveitados na agricultura orgânica. | Foto: iStock by Getty Images

15.65K
0

Vamos considerar lixo orgânico todo e qualquer tipo de resíduo orgânico de origem vegetal ou animal.

De acordo com o Especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, o ser humano produz toneladas de lixo orgânico diariamente, tais como: restos de alimentos, cascas de frutas e legumes, água utilizada no preparo de refeições, dentre outros lixos orgânicos que acabam sendo inutilizado por nós.

Felizmente, esse mesmo lixo orgânico pode ser reutilizado para fazer a adubação orgânica das plantas que produzimos em casa, já que fornecem grande parte dos nutrientes que elas precisam para crescer com saúde, além disso, na agricultura orgânica é proibida a utilização de adubos químicos, por isso, precisamos utilizar somente o que a natureza nos fornece.

O lixo orgânico utilizado como adubo orgânico

A produção de adubo orgânico pode ser feita de duas formas: por meio do reaproveitamento de materiais vindos da indústria ou da propriedade rural e reutilizando o lixo orgânico caseiro, vai depender do tamanho da produção orgânica.

Adubo orgânico rural

Para quem produz em maior quantidade, vale a pena utilizar os resíduos da indústria.

Adubo orgânico caseiro

Já quem tem interesse em produzir em menor quantidade, pode utilizar o lixos orgânico caseiro. Dessa forma, podemos produzir o nosso próprio e de nossa família e ainda ajudar a conservar o meio ambiente.

Food leftovers

Foto: iStock by Getty Images

O Problema da informação superficial

O grande inimigo da produção de adubo orgânico utilizando o lixo orgânico doméstico é a falta de conhecimento sobre o assunto e a enormidade de conhecimento incompleto que encontramos na internet. Infelizmente, não basta adicionar o lixo orgânico direto no solo, temos que saber, exatamente, o que estamos fazendo e qual o objetivo daquele lixo orgânico que estamos utilizando como adubo orgânico. Se, simplesmente, adicionarmos o lixo orgânico direto no solo, ou fizermos uma pseudo adubo, sem saber para que vamos utilizá-lo, quais os nutrientes que aquele adubo orgânico fornecerá para a planta, como e quando aplicá-lo, provavelmente, vamos ter problemas na nossa produção, pois fazer a adubação orgânica correta é imprescindível para que a planta cresça com saúde e uma planta saudável terá menos ataque de pragas e doenças. Este é um dos princípios da agricultura orgânica. Mas….

Se utilizarmos corretamente o lixo orgânico para fazermos uma adubação orgânica correta, teremos resultados excelentes, pois a planta estará munida com todos os nutrientes que precisa para crescer com saúde. Clique aqui para aprender a produzir e aplicar os adubos orgânicos que a sua planta precisa, reutilizando seu lixo orgânico no composto orgânico caseiro.

Felizmente, quando aplicado corretamente, o lixo orgânico pode produzir excelentes adubos complexos que utilizaremos para fazer a adubação orgânica. Vamos entender quais são os principais lixos orgânicos que podemos utilizar para fazer adubo orgânico caseiro e quais são sua função para o adubo.

Casca de banana

A casca de banana, ou até mesmo a própria fruta são ótimas fontes de Potássio para suas plantas, principalmente para roseiras.

Casca de ovo

As cascas de ovos que sobram após a preparação da refeição são ricas em Cálcio, Nitrogênio e Ácido Fólico.

Borra de café

A borra de café é uma excelente fonte de Nitrogênio.

Vinagre branco

É rico em Potássio e auxilia a equilibrar o pH do solo mais ácido.

Sal

O Sulfato de Magnésio, ou sal Epsom como é conhecido internacionalmente, é rico em Magnésio e ideal para o desenvolvimento de sementes e para o processo enzimático da planta. Além disso, consegue fazer com que a planta absorva uma maior quantidade de nutrientes.

Grama cortada

A grama cortada é facilmente encontrada e muitas vezes é desperdiçada pelos agricultores, contudo, é um lixo orgânico rico em Nitrogênio.

Leite em pó

O leite em pó, assim como o leite comum é uma boa opção para repor o Cálcio da planta e também é rico micronutrientes.

Melaço

O melaço é rico em inúmeros nutrientes, como Carbono, Ferro, Enxofre, Potássio e outros. Quando colocado no adubo orgânico, age também como alimento para os microrganismos benéficos à planta.

Gelatina

A gelatina é uma ótima forma de transferir Nitrogênio ao adubo orgânico.

Cinzas de madeira

Rica em Carbonato de Cálcio e Potássio, às cinzas vindas de madeiras são excelentes para equilibrar o pH alcalino do adubo orgânico.

Água de aquário

Ao trocar a água de aquários de água doce, você pode reutilizá-la, pois os excrementos dos peixes são uma boa fonte de Nitrogênio.

Água utilizada no preparo de refeições

Ao cozinhar legumes sempre despejamos a água na pia e nem nos preocupamos com a quantidade de nutrientes existentes ali. Utilizar essa água nas plantas faz com que nutrientes diversificados sejam adicionados no adubo orgânico, além de reaproveitar algo que iria diretamente para o lixo.

Compare os lixos orgânicos

Existem muitos produtos orgânicos que são desperdiçados no ambiente doméstico e que podem ser reaproveitados na agricultura orgânica. Além disso, é possível reunir diversos tipos de lixo orgânico para estabelecer uma diversidade de nutrientes e compor um adubo orgânico complexo que suprirá todas as necessidades da planta. Produzir um alimento orgânico é muito recompensante, pois ele é livre de agrotóxico, e mais saudável que o convencional. A hora de começar é agora e para isso precisamos aprende a fazer a adubação orgânica de nossa produção. Veja abaixo a tabela comparativa:

Tabela 1.2

DESCRICAO_AUTOR_THIAGO_TADEU_CAMPOS

(15647)

logo
Fechar
Abrir
logo