Inicio Negócios Ação especial troca gôndolas por horta em supermercado no RJ

Negócios

Ação especial troca gôndolas por horta em supermercado no RJ

Entre os tipos de alimentos dispostos dessa maneira estão alface, manjericão, cebolinha e pimenta.

8 de abril de 2016 • Atualizado às 15 : 08

A ação integra o programa Zona Sul Sustentável, que desde 2013 investe em ações que promovem práticas como separação e compostagem de lixo orgânico. | Foto: Divulgação

Ação especial troca gôndolas por horta em supermercado no RJ
7.70K
0

Uma ação criada pela agência WMcCann surpreendeu os clientes de um supermercado no Rio de Janeiro. Quem visitou a unidade da Barra da Tijuca dos Supermercados Zona Sul nesta sexta-feira (8) encontrou uma horta no lugar das gôndolas de hortifrúti.

Ao entrar na seção, os consumidores se deparam com a opção de colher diretamente da terra os produtos. Entre os tipos de alimentos dispostos dessa maneira estão alface, manjericão, cebolinha e pimenta.

Placas convidativas complementam a comunicação do projeto Hortinha Fresca: “Na hora de servir em casa, pode falar com orgulho: você que colheu”; ou “A gente planta, cuida e trata. Você só precisa colher”.

“Trata-se de uma solução simples e inovadora que nos ajuda a destacar o compromisso do Zona Sul com práticas comerciais sustentáveis e, ao mesmo tempo, torna a experiência do consumidor uma ação de conscientização sobre os diferenciais de uma alimentação fresca e saudável”, explica Pietrangelo Leta, diretor comercial do Zona Sul.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A ação integra o programa Zona Sul Sustentável, que desde 2013 investe em ações que promovem práticas como separação e compostagem de lixo orgânico para geração de adubos vendidos nas lojas do supermercado, usado no plantio de árvores em praças públicas (em parceria com a Comlurb), bem como no cultivo de alguns produtos, como pimenta, que também são comercializadas pela rede.

Entre os resultados obtidos pelo programa Zona Sul Sustentável apenas nos primeiros 12 meses de implementação estão:

– Redução de cerca de 11.700 m3 de resíduos encaminhados a aterros sanitários

– Redução de emissão em torno de 5.2 toneladas de gás carbônico e de 246 toneladas de gás metano na atmosfera

– Redução do corte de quase 50 mil árvores para fabricação de papel e papelão

– Encaminhamento de quase 3 toneladas de resíduos orgânicos para compostagem

– Economia de 2.5 Megawatts de energia

(7697)

logo
Fechar
Abrir
logo