O arquiteto italiano Renzo Piano desenvolveu uma moradia sustentável e prática, ideal para abrigar apenas uma pessoa. Feita em madeira, a casa possui pouco mais de três metros de diâmetro e deve oferece conforto ao morador.

A estrutura foi apelidada de Diogene, uma referência e homenagem feita ao filósofo grego Diógenes, que optou por viver em um barril. Isso não significa que a casa projetada por piano seja apertada e sem conforto. O pequeno espaço foi pensado a partir de muito planejamento e cuidado e está entre os projetos de alto-nível da Vitra, fabricante alemã de móveis.

Foi a própria empresa alemã que solicitou ao arquiteto uma moradia com esses padrões, por saber que Piano já trabalhava com protótipos desse tipo há dez anos. A Diogene é uma casa sustentável e sua estrutura permite que ela seja facilmente transportada para outro local.

A energia utilizada para abastecer a residência é obtida a partir das placas fotovoltaicas, instaladas no telhado, o que permite que ela se mantenha totalmente fora da rede. Além disso, a casa é equipada com um tanque para o armazenamento da água da chuva, banheiros com sistema de compostagem, ventilação natural.

Mesmo com a tecnologia, o morador de uma Diogene contará apenas com espaço para uma cama, uma mesa e uma cadeira. Com informações do Dezeen.

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.