Em tom de humor, Islândia incentiva água da torneira em vez de garrafas

Em tom de humor, a Islândia criou a “marca” Kranavatn, cuja tradução é “água da torneira”.

Uma bebida de qualidade para aqueles que apreciam as boas coisas da vida. A frase, que poderia facilmente estar em alguma propaganda de bebida alcoólica, inicia uma campanha bem humorada, na Islândia, cujo objetivo é mostrar aos turistas que eles podem tomar a água da torneira ao invés de comprarem garrafinhas de água.

A ideia do vídeo tem como base o estudo que mostra que dois terços das pessoas compram mais água engarrafada quando viajam do que quando estão em casa. O dado faz todo o sentido, basta lembrarmos de nossos próprios hábitos quando estamos longes do lar. Além disso, a pesquisa revela que somente 26% dos viajantes levam garrafas reutilizáveis quando estão de férias. A razão pela escolha da compra é ainda mais óbvia: o medo de contaminação foi a principal resposta.

Acontece que na Islândia, 98% da água que chega nas torneiras não é tratada quimicamente e, melhor, os índices da agência ambiental do país comprovam que as substâncias “indesejadas” na água estão muito abaixo dos limites. Ou seja, não só é seguro como recomendado tomar água direto da torneira.

Em campanha bem-humorada, a Islândia então criou a “marca” Kranavatn, cuja tradução é nada mais que “água da torneira”. Ela é apresentada como um produto de luxo, água pura, capaz de atender aos mais altos padrões. O ator ressalta que está presente em toda parte do país, de graça, e ainda finaliza com um irônico “beba com responsabilidade”. Confira abaixo:

Muito além do turismo

Que as garrafinhas plásticas são um grande problema não há dúvidas. A quantidade descartada é tão absurda que seria impossível mensurar. Imagine que há poucos meses, a Coca-cola divulgou que produz três milhões de toneladas de plástico por ano. A notícia chocou pois a gigante marca nunca havia compartilhado a informação e há muitas empresas ainda que publicamente seguem escondendo seus números de produção plástica.