O final de ano chegou e muita gente aproveita para viajar, se despedir do ano que passou e entrar no próximo ano longe da rotina. É uma ótima opção, mas alguns cuidados precisam ser tomados, principalmente para quem vai viajar de carro.

Seja para a praia, seja para o campo, as estradas costumam apresentar riscos aos motoristas e os cuidados devem ser redobrados.

Calibrar os pneus é importante não apenas para o bom funcionamento de seu veículo, mas também ajuda a economizar combustível: uma vez que os pneus não estão calibrados o veículo libera mais gases poluentes ao ambiente e podem causar desconfortos quando o assunto é direção, já que faz com que o volante fique mais pesado.

Mecânica

É primordial levar o automóvel à oficina mecânica antes de viajar: checar o óleo do motor; o sistema elétrico, pois as setas, as lanternas, os faróis e os piscas são indispensáveis; os fluidos do freio e o para-brisa, para evitar problemas com a chuva. Caso seja necessário, faça a troca dos pneus.

 Clima

Estude sempre a previsão do tempo do dia da viagem e do local de destino para evitar pegar a estrada com chuva, especialmente se o percurso for em estradas de terra.

 Bagagem

Leve apenas o essencial. O excesso de carga pode deixar o carro mais baixo, podendo fazer com que o escapamento raspe no solo; os objetos altos no banco traseiro dificultam a visão do motorista e a bagagem solta pode atrapalhar o condutor e acabar causando um acidente.

 Animais de estimação e crianças

Nunca se esqueça que as crianças de até dez anos devem ser transportadas apenas no banco traseiro e em uma cadeirinha adequada para cada idade. Já os pets precisam ficar dentro de uma casinha de transporte ou mesmo presos com a coleira ao cinto de segurança no banco de trás do carro.

Lembre-se:

– Cinto de segurança é obrigatório;

– Preste atenção se a faixa marcada na estrada é seccionada, pois somente nesse caso a ultrapassagem é permitida;

– Use o acostamento apenas em casos de emergência e use a sinalização correta para evitar acidentes;

–  Álcool e direção não se misturam nunca. Mesmo em cidades pequenas e para distâncias curtas, a regra é a mesma: se beber, não dirija.