- Publicidade -

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, localizado em Goiás, bateu recorde de visitação em 2013, com 25% a mais de visitantes do que no ano de 2012. Nos três anos anteriores, o número de visitantes se manteve praticamente igual.

Este significativo aumento se deve ao fato do parque ter realizado, no ano passado, duas grandes mudanças: a permissão da entrada de visitantes sem a obrigatoriedade de estarem acompanhados de um guia, seguindo as recomendações da IN nº 08/2008, e a abertura da Travessia das Sete Quedas.


Shinagawa/Flickr

- Publicidade -


Marina Campos Vinhal/cc


L’Astorina /cc

Apesar do baixo número de visitantes quando comparado às demais unidades de conservação (UC) no Brasil – 27 mil visitantes/ano –, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros recebe um público diferenciado, que busca longas caminhadas, realizando percursos que variam de 10 a 23 km.

A expectativa é de que em 2014 a região tenha um aumento de visitação ainda mais significativo, devido a abertura de novos atrativos e um maior trabalho de divulgação da UC.


Ana Cotta/Flickr

Sobre o parque

Criado em 1961, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros está localizado no nordeste do Estado de Goiás, entre os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante e Colinas do Sul. Protegendo uma área de 65.514 ha de cerrado de altitude, possui formações vegetais únicas, centenas de nascentes e cursos d’água, rochas com mais de um bilhão de anos, além de paisagens de rara beleza, com feições que se alteram ao longo do ano. O Parque também preserva áreas de antigos garimpos, como parte da história local e foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, em 2001.


Cecilia Heinen/Flickr


Cecilia Heinen/Flickr

Além da conservação, o Parque tem como objetivos a pesquisa científica, a educação ambiental e a visitação pública. A caminhada e os banhos de cachoeira são as principais atividades no Parque, nas imensas paisagens da Chapada, numa viagem pelo Cerrado brasileiro nas antigas rotas usadas por garimpeiros, hoje utilizadas pelos visitantes. As informações são do ICMBio.


Felipe Venâncio/Flickr

- Publicidade -