Em todo o mundo, existem mais de cinco bilhões de dispositivos eletrônicos, como smartphones e computadores. O funcionamento de todos esses equipamentos pode representar o consumo de energia equivalente a uma grande cidade, como São Paulo ou Rio de Janeiro. Apesar dos esforços dos desenvolvedores de hardware e software para aumentar a eficiência energética, o uso incorreto destes dispositivos podem torná-los dispendiosos consumidores de energia.

Um estudo conduzido pelo laboratório de análises do provedor de buscas Baidu, apontou que pequenos cuidados com o computador pessoal podem reduzir seu consumo em até 50%. Veja abaixo algumas dicas para reduzir o desperdício gerado por seus eletrônicos.

1. Mantenha os vírus sempre longe

De acordo com Jinfen Pan, líder de desenvolvimento do software Baidu PC Faster, um computador sem códigos maliciosos ou, ainda, com a configuração ótima de processador e memória, equivale a um carro com motor regulado quando comparado a um automóvel sem manutenção. “Computadores com sistemas operacionais em bom funcionamento são mais velozes e econômicos”, diz.

2. Faça constantes varreduras em seu computador

O uso inadvertido de malware no computador, como softwares de monitoramento remoto e adware, aumentam a taxa de processamento da máquina e elevam seu consumo em até 10%.  Alguns cuidados para contornar o desperdício de energia são: manter um antivírus atualizado e executar rotinas de otimização do PC, como remoção de restos de códigos inúteis e registros sem uso no Windows.

3. Evite a energia vampirizada

Cuidados como desconectar o carregador da tomada após a bateria estar totalmente carregada, desliga o computador ao ir dormir ou coloca-lo para hibernar quando estiver ausente são detalhes que contribuem para a eficiência energética do equipamento.

Com tudo isso somado, a economia pode chegar a 50%.  “São pequenos cuidados que, se repetidos por milhões de usuários no mundo, podem significar muito menos pressão sobre os sistemas elétricos e menor emissão de gás carbônico na atmosfera”, afirma Sam Dong, líder da equipe de desenvolvimento do Baidu Antivírus.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.