ômega 3
Existem fontes animais e vegetais de ômega 3. Foto: Pixabay

O ômega 3 é um ácido graxo essencial, extremamente importante para a nossa saúde. Para os nutrientes, a palavra “essencial” significa que o nosso corpo não pode produzi-los de maneira endógena, mas precisamos deles para manter o organismo funcionando corretamente.

O consumo regular de ômega 3 é necessário para manter funções importantes do nosso corpo e ele pode acontecer por meio dos alimentos ou suplementação. De qualquer maneira, adicionar fontes desse ácido graxo essencial à sua dieta pode trazer muitos benefícios. Confira!

ômega 3 castanhas
As oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas são boas fontes de ômega 3. Foto: PIxabay

1. Saúde cardiovascular

Um dos principais benefícios do ômega 3 está relacionado à cardioproteção. Dessa forma, o consumo (regular) frequente é capaz de auxiliar na prevenção de doenças do coração, como infarto, acidente vascular cerebral (AVC), trombose e aterosclerose. Mas lembre-se: é preciso associar a ingestão da gordura boa à alimentação e outros hábitos saudáveis!

2. Ação anti-inflamatória

A inflamação silenciosa está relacionada à diabetes, certos tipos de câncer, artrite e doenças cardiovasculares. Embora possa estar presente no organismo, não apresenta sintomas bem definidos, podendo ser detectada através de exames. Por sua vez, uma das principais ações do ômega 3 é, justamente, a anti-inflamatória. Dessa forma, ele ajuda a prevenir esse problema e todas as consequências dele.

3. Boa memória

Caso você esteja procurando meios para turbinar a sua mente e ter mais memória, o ômega 3 é uma ótima opção. Cerca de 60% do nosso cérebro é composto por gordura, sendo uma parte de ômega 3 do tipo DHA. Um estudo clínico realizado na Nova Zelândia observou melhora da memória e do tempo de reação de pacientes suplementados com ômega 3.

4. Fortalecimento da imunidade

O ômega 3 é considerado um nutriente imunomodulador, isto é, ele atua diretamente no sistema imunológico, modulando-o para fortalecer suas defesas. Além disso, a ação anti-inflamatória da gordura boa também contribuiu para reduzir o processo de inflamação que é prejudicial à imunidade.

5. Redução do colesterol

A preocupação com o colesterol também está relacionada à proteção do coração. Isso porque o seu excesso no organismo, ultrapassando os limites considerados seguros, pode fazer com que ele se acumule nas artérias, provocando impedimento do fluxo sanguíneo. A boa notícia é que o ômega 3 ajuda a elevar os níveis de HDL, “o bom colesterol”, diminuindo, por consequência, o LDL, o “mau colesterol”.

6. Melhor desempenho no esporte

O ômega 3 oferece muitos benefícios para quem pratica atividades físicas. Evidências científicas já relataram que o nutriente pode melhorar a performance de atletas – e um dos motivos é decorrente do aumento de desempenho aeróbico.

7. Melhora dos sintomas de ansiedade e depressão

Seguido do tecido adiposo, o sistema nervoso central possui a maior concentração de lipídios no organismo, particularmente enriquecidos pelos ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs), incluindo o ômega 3 (DHA). Por isso, pessoas com ansiedade, conhecida como o “mal do século”, e depressão, um problema comum dos tempos atuais também, têm benefícios ao consumir ômega 3.

8. Raciocínio rápido

No mesmo estudo que foram observados os benefícios do ômega 3 para a memória, os pesquisadores constataram que os pacientes diminuíram o tempo de reação. Isso significa que eles reduziram o intervalo de tempo gasto entre a geração de um estímulo e uma ação motora.

9. Desenvolvimento do cérebro infantil

Engana-se quem pensa que o ômega 3 só faz bem para adultos. Por volta dos 5 e 6 anos de idade, o crescimento do cérebro fica completo. Diante disso, a biodisponibilidade de DHA é crucial para o seu desenvolvimento. Inclusive, estudos mostram que bebês de mães suplementadas com ômega 3 tiveram maiores escores de processamento mental, desenvolvimento psicomotor, entre outras características, aos 4 anos de idade.

10. Diminuição dos triglicerídeos

Triglicerídeos são as principais gorduras do nosso organismo e também a reserva de energia do nosso corpo. No entanto, em quantidades excessivas, ele fazem mal para a saúde, assim como o excesso de colesterol (LDL), aumentando as chances de desenvolver doenças. O ômega 3, por sua vez, ajuda a bloquear a síntese de triglicerídeos no fígado.

Onde encontrar o ômega 3?

O ômega 3 pode ser encontrado em diversos alimentos, como peixes, incluindo sardinha, salmão e atum, oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas, óleos vegetais, folhas verdes escuras e algumas leguminosas.

Porém, existem opções de suplementos que podem ajudar no consumo da quantidade ideal de ômega 3. Entre os suplementos, existem cápsulas veganas, que aproveitam o ômega 3 de fontes 100% vegetais.

Entre as opções veganas de ômega 3 disponíveis do mercado, existe a produzida a partir da microalga, Schizochytrium sp, uma das fontes mais puras do mundo. “A maioria das pessoas pensam que os frutos do mar são as principais fontes de ômega 3, mas eles só passam a carregar o nutriente em seus tecidos porque consomem determinadas algas”, esclarece Suelen Costa, consultora científica da Ocean Drop, empresa especializada em superalimentos e suplementos veganos, que foi a primeira a trazer o ômega 3 de microalgas no Brasil.