A organização sem fins lucrativos Ethical Traveler divulgou uma lista com os melhores lugares em termos éticos para se visitar este ano. O órgão analisa as políticas e práticas de dezenas de nações no mundo em desenvolvimento e seleciona os dez que se destacam em termos de promoção dos direitos humanos, preservação de meio ambiente e apoio ao bem-estar social.

Para avaliar o nível de proteção ambiental, por exemplo, são analisados os indicadores de saúde ambiental, a preservação dos recursos e cultivo de práticas benéficas e sustentáveis de cada país. O principal recurso utilizado nessa tarefa é o Centro Socioeconômico de Dados e Aplicações (SEDAC) e Índice de Desempenho Ambiental (EPI), uma iniciativa conjunta entre o Centro Yale para o Direito Ambiental e Centro da Universidade de Columbia.

“Apesar de nossos esforços para a criação desta lista, devemos nos lembrar continuamente: Nenhum país é perfeito. Todas as nações têm deficiências genuínas. Cada um dos vencedores, no entanto, têm feito um esforço genuíno para ‘fazer a coisa certa’, nas muitas áreas que levamos em consideração”, salienta o Ethical Traveler.

O Ethical Traveler é parte de um projeto do Earth Island Institute, grupo ambiental sediado na Califórnia. Confira abaixo a seleção dos 10 melhores países:

– Bahamas


Motoclub4ag/Flickr

– Barbados


Photography by Neil e Gibbs/Flickr

– Cabo Verde


Antifluor/Flickr

– Chile


Ilya_ktsn/Flickr

– Dominica


Kretyen/Flickr

– Letônia


Websi/Pixabay

– Lituânia


Arrow/cc

– Maurício


Thierry/cc

– Palau


Lux Tonnerre/Flickr 

– Uruguai


Daniel Stonek/cc

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.