Conhecida como peixinho da horta a espécie Stachys byzantina é considerada uma Planta Alimentícia Não-Convencional (PANC). A hortaliça também é chamada popularmente de lambarizinho, lambari-de-folha, orelha-de-coelho e orelha-de-lebre.

Segundo dados da Embrapa, as folhas grossas e “peludinhas” da hortaliça são ricas em óleos vegetais e minerais, especialmente potássio, cálcio e ferro, sendo ainda uma excelente fonte de fibra alimentar.

O peixinho da horta pode ser usado na culinária em diversos preparos, sendo a versão empanada a mais conhecida. Para essa Segunda Sem Carne o CicloVivo separou a receita do chef Luca Laurini, enviada por Vivi Noda, do PorQueNão? Mídia.

Ingredientes:

  • 400 ml de Cerveja bem gelada
  • 400 g de farinha (qualquer farinha de sua preferência)
  • 1 colher de chá de páprica
  • Raspas de casca de 1 limão siciliano (ou qualquer outro tipo)
  • 1 pitada de sal e pimenta do reino
  • 15 folhas grandes de peixinho da horta
  • Algumas pedras de gelo
  • Óleo para fritura

Peixinho da horta empanado

Massa mole para fritura – Adicione a farinha, páprica, sal, pimenta e casca de limão em um bowl. Adicione a cerveja aos poucos, misturando sempre com um fouet, até obter uma massa consistente o suficiente para escorrer devagar do fouet.

As quantidades de líquido podem variar dependendo da farinha, por isso acerte no final com mais cerveja ou mais farinha.

Depois adicione os cubos de gelo e mantenha a massa refrigerada.

Peixinho – Agora é só higienizar as folhas do peixinho enquanto esquenta o óleo a 180°C. Passe as folhas na massa e frite no óleo.

Deixe escorrer em uma assadeira com grelha ou papel toalha. Tempere com mais uma pitada de sal enquanto está quente e sirva.

Gostou? Toda segunda-feira o pessoal do PorQueNão? posta uma receita no perfil deles, acompanhe: @porquenao.midia

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.