alimentos saudáveis
Foto: Divulgação

Em meio à pandemia, a Cidade Tiradentes, no extremo leste de São Paulo, ganhou uma feirinha de legumes e hortaliças que chegam direto do pequeno agricultor e são vendidos a preço popular. Ovos, bananas, alface, tomate, cebola, brócolis podem ser comprados todas as quintas e sextas. 

O projeto está sendo realizado há 4 meses e já beneficiou 400 famílias. Um kit médio, com 20 avos, 18 bananas, 1 alface, meio quilo de tomate e meio quilo de cenoura, por exemplo, sai a R$20,00. O kit jumbo, com 30 ovos, 24 bananas, 1 alface, 1 brócolis, 1 couve, meio quilo de cebola, 1kg de cenoura e salsa custa R$30. A composição dos legumes e hortaliças varia de acordo com o que chega fresco do campo.  

Para que o alimento chegue até às casas, o trabalho passa nas mãos de mãe e filha, Dona Cláudia Regina escolhe e a empreendedora Rúbia Mara separa os kits e divulga. Além delas, mais 8 pessoas participam do processo que tem 10 colaboradores no total. 

“Foi a prova de que é possível vender alimentos mais baratos em meio à pandemia. Quando veio a notícia da covid-19, tive medo que faltasse comida para as pessoas de Cidade Tiradentes, pensei nos empregos que seriam perdidos. Organizei ações junto a parceiros da iniciativa e a feirinha veio em parceria com o Insper”, explica Rúbia Mara, que também organizou a entrega de 56 toneladas de cestas básicas e itens de higiene no projeto Urgências Corona.

A feirinha é fruto do Campo Favela, criado pelo Insper – instituição de ensino superior. Hoje a faculdade está presente enquanto mentoria, ajudando a construir o melhor formato de um negócio de impacto social para o bairro.