A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) está lançando um Guia Alimentar especial para ajudar no desenvolvimento nutricional de crianças com até dois anos de idade. Com a iniciativa, a entidade busca eliminar mitos e promover informação de qualidade que contribua com a formação de hábitos saudáveis desde a infância.

Muitos pais são desencorajadas a oferecer alimentação vegetariana aos seus filhos por falta de informação. O guia poderá nortear as decisões das famílias de forma segura.

Formada em 2005, Aline Vieira, nutricionista com pós graduação em nutrição materno infantil, possui experiência clínica em alimentação vegetariana e vegana para adultos e crianças. Também atua como palestrante em temas sobre nutrição e saúde materna infantil.

“Tudo começa com a amamentação. Portanto, é extremamente importante que a mãe fique atenta às necessidades nutricionais exigidas para cada fase do aleitamento”, observa a nutricionista. O leite materno é considerado o alimento perfeito para bebês até o sexto mês de idade, sendo aconselhado até os dois anos de idade.

O guia foi elaborado com conteúdo e ilustrações de linguagem fácil e acessível, o que facilita a compreensão temas técnicos. Separado em sete capítulos, aborda temas que vão desde a viabilidade da alimentação vegana na infância e passam por questões importantes como o aleitamento materno, introdução da alimentação sólida, alimentos alergênicos, cuidados médicos e suplementação. Há ainda um espaço dedicado a receitas, com dicas culinárias para refeições veganas.

Amamentação

O guia informa que, ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, a amamentação é muito mais um mecanismo aprendido do que um ato instintivo. Portanto, buscar apoio e informação em grupos de apoio à amamentação é essencial. “Para aquelas mães que não conseguem amamentar os bebês, existe a necessidade do uso das fórmulas infantis. A oferta de outros alimentos antes dos seis meses de vida pode provocar desnutrição, deficiência de micronutrientes e obesidade”, alerta Aline.

Vitamina B12

Ainda de acordo com o guia, a nutrição é essencial para o desenvolvimento e crescimento dos bebês e crianças, e o acesso a uma alimentação saudável é fator essencial para prevenir doenças e promover a saúde. Vale ressaltar que é preciso atenção redobrada em relação à presença da Vitamina B12 no leite materno, para o caso de mães vegetarianas estritas. A quantidade deste tipo de vitamina no leite, presente apenas em produtos de origem animal, depende dos níveis encontrados na mãe. Nestes casos, recomenda-se a suplementação da vitamina B12. Por outro lado, a alimentação da mãe não interfere nos níveis de cálcio, ferro, zinco e cobre que fazem parte da composição do leite materno.

Para baixar o guia gratuitamente, clique aqui.